BLOG VEJA AGORA - Notícias com veracidade dos fatos

Pré-candidato a prefeito de Cajapió, Bispo Serejo prestigia convenção do PTN

João Bispo

Grande líder do município de Cajapió, João Bispo Serejo (PTdoB), prestigiou na manhã do ultimo sábado (2), a posse da ex-deputada estadual e prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge como presidente estadual do Partido Trabalhista Nacional – PTN. Durante a solenidade, Maura Jorge fez menção à grande liderança de Bispo Serejo no município, e o chamando de próximo prefeito de Cajapió. O município que passa por uma péssima administração, tem como prefeito Nonato Silva (DEM).

Quem também participou do evento foi o Deputado Federal Aluísio Mendes (PTN) e ratificou a força política de Serejo no município.

Serejo que lidera todas as pesquisas de intenção de votos em Cajapió, tem cacife eleitoral para sair vitorioso na eleição do dia 2 de outubro. “Meu objetivo sempre foi lutar em prol do povo cajapioense, em busca de melhorias na saúde, educação e uma segurança pública digna ao povo“, ressaltou Bispo Serejo.

Waldir Maranhão é mais sujo que Dilma, afirma jornal norte-americano

Políticos que votam impeachment são acusados de mais corrupção que Dilma, diz jornal americano. A afirmação é do jornal americano Los Angeles Times. Segundo a Transparência Brasil, dos 65 membros da comissão, 37 enfrentam acusações de corrupção ou outros “crimes graves”

Waldir Maranhão responde vários processos na justiça

Waldir Maranhão responde vários processos na justiça

A crise política brasileira continua atraindo as atenções da imprensa internacional. O jornal americano Los Angeles Times divulgou um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil sobre os políticos que estão incumbidos de analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

No título da reportagem, a publicação diz: “Os políticos que votam o impeachment da presidente do Brasil são acusados de mais corrupção do que ela”.

LA Times

Ao longo do texto, o jornal cita números pesquisados pela ONG sobre os integrantes da Comissão Especial do Impeachment, formada na Câmara para emitir um parecer sobre o pedido de afastamento da petista, e o Congresso como um todo.

Segundo a Transparência Brasil, dos 65 membros da comissão – formada por deputados de partidos que apoiam o governo, da oposição e dos chamados independentes –, 37 enfrentam acusações de corrupção ou outros “crimes graves”, conforme cita a publicação americana.

“Cinco membros da comissão são acusados de lavagem de dinheiro, outros 6 de conspiração e 19 são investigados por irregularidades nas contas; 33 são acusados ou de corrupção ou de improbidade administrativa; ao todo, 37 membros foram acusados, alguns deles de crimes múltiplos”, afirma.

O Los Angeles Times pondera que os dados fornecidos pela ONG ainda não incluem as informações mais recentes da 26ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na semana passada, e que tem como alvo executivos da Odebrecht e doleiros.

Uma lista da construtora citando mais de 200 políticos de diversos partidos que teriam recebido doações da empresa foi divulgada pela Polícia Federal – e depois colocada sob sigilo pelo juiz federal Sergio Moro –, mas ainda não há confirmação sobre a legalidade ou não desses repasses.

“Dilma Rousseff, por sua vez, nunca foi investigada oficialmente ou acusada de corrupção, apesar de ela ter uma impopularidade gigantesca atualmente e ser considerada culpada pela recessão profunda em que o país se encontra”, afirma o jornal americano.

A abertura do processo de impeachment precisa de aprovação de dois terços dos deputados antes de ir ao Senado. A presidente só será afastada caso a maioria simples dos senadores também dê aval à decisão da Câmara. Caso isso ocorra, ela ficará afastada por até 180 dias à espera do julgamento final pela Casa.

Dos onze deputados eleitos para compor a presidência e mesa diretora da Câmara, oito têm ou tiveram problemas na Justiça ou nos Tribunais de Contas (a média da casa é de 57%). Na lista, há compra de votos, lavagem de dinheiro, fraude em licitações e submissão de trabalhadores a regime análogo à escravidão, entre outros. Dos oito, quatro já sofreram alguma condenação.

Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Cargo: Presidência

Crimes: O parlamentar foi multado juntamente com Domingos Brazão (PMDBRJ) por captação ilícita de sufrágio e por uso eleitoral de serviços custeados pelo poder público na campanha eleitoral de 2006. Brazão ofereceu benefícios de um programa estadual a condomínios em Jacarepaguá e na Baixada Fluminense que apoiassem a campanha política dos dois candidatos. Embora a lei eleitoral preveja cassação de mandato em caso de compra de votos, o parlamentar recebeu apenas multa porque a Justiça Eleitoral decidiu pela condenação somente em 2012, quando seu mandato já havia terminado. Cunha recorre da condenação.

Waldir Maranhão (PP-MA)

Cargo: 1ª Vice-Presidência

Crimes:  Teve rejeitada prestação de contas referente às eleições de 2010 para deputado federal por recebimento de recurso de fonte não identificada. Recorreu da decisão, que foi mantida.  É alvo de inquéritos que apuram crime de lavagem de dinheiro no esquema investigado pela Operação Miqueias da Policia Federal, que consistia em desvio de recursos de fundos de pensão e lavagem de dinheiro. É alvo de representação movida pelo Ministério Público Eleitoral por captação ilícita de recursos. Processo corre sob segredo de justiça.

Detentos concluem pavimentação e paisagismo do estacionamento do CDP de Pedrinhas

sejap2

O trabalho, executado por um grupo de internos, utilizou mais de 23 mil blocos de concreto (blokretes) produzidos na fábrica própria, instalada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Sejap) no Complexo de Pedrinhas. Após a conclusão desta primeira etapa de revitalização do estacionamento do CDP, os detentos já iniciaram o paisagismo em canteiros que vão ornamentar a fachada do local, que tem área total de 114 metros quadrados. As ações integram o processo de ressocialização de apenados, instituído pelo Governo do Maranhão, que prepara e qualifica os internos para o mercado de trabalho.

“A revitalização do complexo não se resume a uma simples pintura na fachada. Ao contrário, é o reflexo de um Governo organizado e comprometido com a questão prisional. O conjunto de unidades prisionais instalado no bairro Pedrinhas se transformou em um canteiro de obras, com a mão-de-obra dos próprios internos que, ao término dos serviços, na capital, seguirão trabalhando, com remuneração, na recuperação dos estabelecimentos penais do interior”, disse o secretário de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira.

Em menos de seis meses, desde o início da operação da fábrica em outubro de 2015, os internos já produziram mais de 28 mil blocos, além de 675 peças de meio-fio. A pavimentação de concreto está sendo realizada nos estacionamentos, passarelas e meios-fios do Complexo. Agora, eles trabalham no plantio de alfinetes nos canteiros ao redor do estacionamento. A Sejap adquiriu 12 mil mudas que farão a composição das fachadas de cada prédio localizado no Complexo de Pedrinhas e nas outras unidades prisionais de São Luís.

Segundo a supervisora de Trabalho e Renda da Sejap, Grazielle Bacellar, os internos são selecionados a partir de uma avaliação multidisciplinar para cada tipo de capacitação e respectiva atividade afim. No caso dos blocos de concreto, os internos revezam-se entre o processo de fabricação e o de disposição das peças na pavimentação de cada área.

“Dentro de cada unidade, temos uma equipe de classificação dos internos, que participam de entrevistas com vários profissionais, como terapeutas ocupacionais, psicólogos e médicos. Conforme a demanda da maioria, buscamos parcerias para trazer os cursos de capacitação”, explica Grazielle Bacellar.

Mais de 1.400 detentos em capacitação

Para expandir a cartela de cursos e atender com o máximo de temáticas solicitadas nas qualificações, a Sejap firmou parcerias com a iniciativa privada e com outros órgãos públicos. Empresas como a Inovva, a Mdal Consultoria em Segurança do Trabalho, Instituto Masan, O Ciclismo e a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) oferecem facilitadores para conduzir as aulas e auxiliar no processo de aprendizagem de novos ofícios. Ao todo, 1.400 internos participam de capacitação e desenvolvem a partir delas alguma nova atividade nos presídios em todo o Maranhão.

A meta é desenvolver habilidades já pré-dispostas nos detentos a fim de deixá-los aptos e capacitados ao mercado de trabalho. O trabalho também colabora com o desenvolvimento psicossocial dos internos, que fortalecem o relacionamento interpessoal, a noção de equipe, sentem-se úteis na prática de atividades e melhoram a autoestima.

Paralelamente aos cursos onde aprendem a fabricar e instalar os blokretes, por exemplo, os internos também recebem cursos de uso adequado de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). “Eles são remunerados, assistidos por uma equipe psicossocial e desfrutam de cursos profissionalizantes, justamente para que saiam daqui como mão-de-obra especializada”, conta Grazielle.

A supervisora de Trabalho e Renda da Sejap contabiliza os cursos já ministrados e os que começarão em breve. Segundo ela, de serralheria a panificação e artesanato, cada oficina e capacitação atrai parte do público alvo. No Centro de Reeducação e inclusão de mulheres apenadas (Crisma),25 mulheres participam do curso Mãos de Fada, pelo qual elas aprendem pintura, bordado, crochê e outras práticas artesanais.

CÉSAR BOMBEIRO: Uma lenda viva

César Bombeiro, que é suplente de vereador, é cotado para assumir uma vaga na Câmara de São Luís

César Bombeiro, que é suplente de vereador, é cotado para assumir uma vaga na Câmara de São Luís

Com a proximidade do encerramento do prazo para filiações partidárias, que tem data obrigatória para acontecer, é preciso muita cautela, e assim faz todo e qualquer politico que queira realmente conquistar uma vaga seja no legislativo ou executivo. Os pretensos candidatos sempre procuram seus assessores ou  marqueteiros de plantão. E não foi diferente com o líder sindical César Bombeiro, ele fez a consulta e achou que seria conveniente se desfiliar do Partido dos Trabalhadores, sigla na qual passou os últimos anos, e partiu para outro partido, o PSD.

Isso não significa que sua saída se deva a atual conjuntura porque passa o país. Ao contrário, o líder sindical Cesar Bombeiro continua com a mesma posição de quando era filiado ao partido dos trabalhadores. Até porque, quem conhece o sindicalista de luta, sabe bem de sua história, um líder nato, sério e compromissado com as causas populares.

Cesar dedicou sua vida toda às causas do povo da Liberdade e de sua categoria, que são os servidores da Penitenciária. “Saio agradecido pela minha passagem no PT onde fiz muitos amigos e companheiros, iguais a mim e compromissados com a transformação social de nosso município, nosso estado e com o nosso país”. Disse César Bombeiro.

PREFEITURA DE PAÇO DO LUMIAR SORTEIA, HOJE, 500 CASAS PARA O POVO LUMINENSE

A Prefeitura de Paço do Lumiar realiza, hoje (29), às 14h, o sorteio dos endereços dos 500 mutuários contemplados com as unidades habitacionais da primeira etapa do Residencial Morada do Bosque, na Estrada de Iguaíba.

loteamento_01

A ação integra o Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, fruto do convênio da Administração Municipal com o Governo Federal e a Caixa Econômica Federal (CEF). Os contemplados deverão comparecer ao local do sorteio com Carteira de Identidade e CPF. A relação nominal está disponível no site www.pacodolumiar.ma.gov.br.

O evento acontece no Convento das Irmãs da Purificação, na Avenida 4 do Maiobão, com as presenças do prefeito Josemar Sobreiro; de representantes da CEF e da Construtora Canopus Engenharia.

A segunda fase de sorteios está prevista para o mês de maio. Até o final do ano, serão 2.855 famílias de Paço do Lumiar contempladas com imóveis do Minha Casa, Minha Vida.

SERVIÇO
O QUÊ: Sorteio dos endereços de 500 mutuários do Residencial Morada do Bosque I
QUANDO: HOJE (29), às 14h
ONDE: Convento das Irmãs da Purificação (Avenida 4 do Bairro Maiobão)

VÍDEO: ESCÂNDALO NA LICITAÇÃO DE TRANSPORTE COLETIVO DE SÃO LUÍS

Guarda Chuva

Meus amigos, o mundo está acabando para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Depois de aumentar a passagem para R$ 2,90, uma das mais caras do Brasil, Edivaldo e Canindé Barros submetem a população ludovicense a andaram em sucatas velhas e agora com guarda-chuvas dentro dos ônibus, neste período chuvoso.

LICITAÇÃO

A prefeitura lançou um edital fajuto, ontem (28), que se analisado, só sairá do papel, no segundo semestre, às vésperas da eleição. Analistas dizem que esta licitação está comparada ao VLT de Castelo, que trouxe o transporte também às vésperas das eleições e foi enterrado pelo prefeito Edivaldo e Canindé Barros.

O que ocorre na área de transporte na administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior é um verdadeiro escândalo. Veja o vídeo registrado dentro de um coletivo que faz a linha Divinéia / Kennedy, nesta manhã de hoje, na hora da chuva.

 

PREFEITO JOSEMAR CONTINUA INVESTINDO NA EDUCAÇÃO DE PAÇO

Josemar-Concurso

A Prefeitura de Paço do Lumiar reafirmou o compromisso com a qualidade na gestão pública e convocou os candidatos aprovados no Concurso Público para preenchimento de cargos efetivos na administração municipal.

O Edital nº 001/2016 informa a relação dos convocados e as regras para posse. Esta já é a 5ªconvocação do concurso, realizado em outubro de 2014.

“Garantir qualidade e profissionalismo na gestão pública é algo que busco desde o início da minha gestão. Apesar das dificuldades que enfrentamos, não poupo esforços para melhorar os serviços prestados à nossa população”, destacou o prefeito.

Buscando proporcionar ainda mais qualidade na Educação do município, entre os cargos dos novos servidores estão os de professores dos níveis infantil e fundamental, reforçando a política de valorização da área educacional.

Os demais cargos que serão preenchidos na administração municipal são de merendeiro (a) e motorista categoria D no nível fundamental; agente administrativo, auxiliar de desenvolvimento infantil, técnico em enfermagem e técnico em higiene dental no nível médio; e enfermeiro, pedagogo, psicólogo, psicopedagogo e professor de ensino fundamental, no nível superior.

Acesse www.pacodolumiar.ma.gov.br e veja a relação nominal e a lista de documentos que devem ser apresentados.

Ministério libera R$ 194,5 mil para testes de gravidez no Maranhão

Autorização foi publicada em portaria no DOU nesta segunda-feira (21).
Repasses serão pagos em parcela única à gestão estadual.

O Ministério da Saúde autorizou nesta segunda-feira (21) a liberação de R$ 194,5 mil para custear os testes rápidos de gravidez por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) ao Estado do Maranhão. A autorização dos repasses, que serão pagos em parcela única ao gestor local, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) por meio da portaria nº 323.

O teste rápido de gravidez é indicado para mulheres adultas, jovens e adolescentes que apresentem atraso menstrual igual ou superior a sete dias e está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do País.

Com os resultados do teste, os profissionais de saúde podem detectar precocemente a gravidez para início do pré-natal em tempo oportuno, identificar situações para uso de anticoncepção de emergência (caso tenha havido relação desprotegida em até cinco dias), orientar sobre o planejamento reprodutivo e acolher as mulheres adultas, jovens, adolescentes e casais que estão em situação de gravidez indesejada.

Além disso, é um bom momento para detectar gestação de risco, identificar situações de exposição a infecções sexualmente transmissíveis, HIV e hepatites virais e também para oferecer testes rápidos de HIV e sífilis à mulher e à parceria sexual.

Zika vírus
Em função dos casos de microcefalia associados ao vírus Zika, o Ministério da Saúde reforça, com os testes rápidos, a importância do diagnóstico precoce de gravidez e as ações de planejamento reprodutivo com o devido acompanhamento pré-natal, essencial para a qualidade de vida da mãe e da criança.

No pré-natal, são oferecidos todos os exames, vacinas e acompanhamentos necessários para uma boa gestação, além de ser o momento ideal para investigar sinais de infecção por zika vírus e outras doenças, com os devidos registros na Caderneta da Gestante e no prontuário médico

'A gente tem que restabelecer a paz', diz Lula em ato na Avenida Paulista

Ex-presidente afirma que volta ao governo não para brigar, mas para ajudar.
Ato reuniu 380 mil segundo CUT e 80 mil de acordo com a PM.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em discurso em ato em apoio ao governo federal, na Avenida Paulista, em São Paulo, nesta sexta-feira (18), que voltou ao governo não para brigar, mas para ajudar a presidente Dilma Rousseff a fazer o que tem que ser feito no Brasil. “Eu entrei pra ajudar a presidenta Dilma, porque precisamos restabeler a paz e a esperança e provar que esse país é maior que qualquer coisa no planeta terra”, disse Lula.

Ele afirmou ainda que “tem gente que prega a violência contra nós 24 horas por dia” e que “não existe espaço para ódio nesse país.”

A CUT, organizadora do ato em defesa democracia, estimou o público em 380 mil pessoas na Paulista no início da noite.  A PM afirmou que o protesto reuniu 80 mil pessoas. Segundo o Datafolha, foram 95 mil participantes na manifestação.

O ato começou às 16h. Lula chegou por volta das 19h. Em seu discurso, ele também repetiu o bordão dos grupos que apoiam o governo federal e são contra o impeachmente da presidente Dilma: “Não vai ter golpe!”, afirmou Lula.

“Eu aceitei entrar no ministério porque faltam dois anos e seis meses pra Dilma acabar o mandato dela e é tempo suficiente pra gente mudar este país”, afirmou Lula. Ele disse que se não estiver ainda impedido por liminares da Justiça, vai começar as funções como ministro na terça-feira

Além de se manifestarem em defesa da presidente Dilma e do ex-presidente Lula, os manifestantes gritaram palavras de ordem e exibiram cartazes contra a TV Globo.

No pico da manifestação, 11 dos 23 quarteirões da Paulista estavam ocupados. Pela manhã, a PM dispersou o ato contra o governo federal iniciado na quarta-feira, quando Lula foi nomeado Ministro da Casa Civil, e que fechou a Paulista por 39 horas.

Lula voltou a discursar na Avenida Paulista quase 14 anos depois do discurso que fez quando foi eleito presidente pela primeira vez, em 2002.

Ele chegou ao local por volta de 19h, subiu no carro de som e fez discurso inflamado. “Eu espero que seja uma lição para aqueles que não acreditam na capacidade do povo brasileiro. Eu espero que seja uma lição para aqueles que nos tratam como cidadão e cidadã de segunda classe”, afirmou Lula.

 “Democracia não é um direito morto. O povo não quero que democracia seja apenas uma palavra escrita”, disse.

“Eu vim para cá pensando em falar como não ficar nervoso. Quando a companheira Dilma me chamou, relutei muito, desde agosto do ano passado, a voltar ao governo. Quando aceitei ir ao governo, voltei a ser Lulinha paz e amor. Não vou ao governo para brigar. Eu vou lá para ajudar a companheira Dilma a fazer as coisas que tem que fazer por esse país”, disse Lula.

“Em época de crise, a gente junta todo mundo e come o que tem, faz o que pode naquele momento que estão vivendo. Por isso, vou ajudar a companheira Dilma a fazer o que precisa fazer.

Lula falou sobre as manifestações de grupos contrários ao governo e pregou a convivência pacífica. “Precisa entender que democracia é a convivência da diversidade. Não quero que quem votou na Aécio goste de mim. Eu quero que a gente aprenda a conviver de forma civilizada com as nossas diferenças”, disse.

“Alguns setores ficaram dizendo que nós somos os violentos e tem gente que prega violência contra nós 24 horas por dia. Companheiros e companheiras, tem gente nesse país que falava em democracia da boca pra fora.”

Ao mesmo tempo, Lula afirmou que sempre respeitou os resultados nas urnas. “Eu perdi eleição em 1989, em 1994, em 1998. Já tinha perdido em 1982 para o governo de São Paulo. Em nenhum momento vocês viram eu ir para a rua protestar contra quem ganhou.”

“Eles acreditavam que ia ganhar. Eles não imaginavam que no segundo turno ia aparecer a juventude, os intelectuais apoiando a Dilma. Eles que se dizem pessoas estudadas não aceitaram o resultado e faz um ano e três meses que estão atrapalhando Dilma a governar esse país.”

“Eles vestem amarelo e verde pra dizer que são mais brasileiros do que nós”, afirmou. “Eles não são mais brasileiros que nós. Eles são o tipo de brasileiro que gostariam de ir pra Miami fazer compras todo dia. Nós somos o tipo de brasileiro que compra na 25 de março [rua de comércio popular em São Paulo]”.

Em certo momento, Lula olhou para o público e gritou: “Não vai ter golpe!”.

Antes de encerrar, Lula disse: “Essas pessoas que estão aqui não estão aqui porque tiveram metrô de graça, não estão aqui porque foram convocadas pelos meios de comunicação a semana inteira, estão aqui porque sabem o valor da democracia, estão aqui porque sabem o que é uma filha de uma empregada doméstica chegar a uma universidade, porque sabem o que é um jovem que não tinha esperança fazer um curso técnico, essas pessoas que estão aqui sabem o valor que é um coveiro de cemitério que estuda e vira um diplomata, um médico. É esse país que essa pessoas querem.”

“A nossa bandeira verde e amarela está dentro da nossa consciência e do nosso coração, está dentro do nosso ambiente de trabalho.”

Lula deu ainda recado aos militantes para não aceitar provocação de grupos contrários. “Vocês foram e são a melhor coisa que esse pais já produziu, a sua gente, é o nosso jeito alegre, e nosso jeito de lidar com a diversidade. Não aceite provocação na volta pra casa. Quem quiser ficar com raiva, que morda o próprio dedo.”

O ex-presidente deixou o local acompanhado de vários simpatizantes.