BLOG VEJA AGORA - Notícias com veracidade dos fatos

Vereador Marquinhos diz que Edivaldo precisa dar um choque em seu governo

Vereador diz que choque de gestão tem que partir do próprio prefeito e o primeiro passo seria tirar quem não está somando com o seu governo

O vereador Marquinhos (DEM), subiu à tribuna da Câmara Municipal de São Luís e disse que o município deixou de arrecadar cerca de R$ 100 milhões em tributos, segundo o parlamentar o atual secretário municipal de Fazenda, Délcio Rodrigues, não está dando conta do recado e que a capital precisa de um choque de gestão.

A incompetência administrativa da Secretaria Municipal de Fazenda – SEMFAZ, fez o município deixar de arrecadar cerca de R$ 100 milhões em tributos, segundo ele.

O parlamentar disse ainda, que o verdadeiro choque de gestão tem que partir do próprio prefeito Edivaldo, tomando as rédias e tirando de sua gestão quem não está somando com o seu governo. 

O vereador ainda usou a Universidade Ceuma como exemplo de devedor  de tributos municipais, na qual afirma que a instituição deve milhões aos cofres públicos do município.

 

Prefeitura de São Bento em parceria com o Governo do Maranhão vai pavimentar ruas e avenidas

Ao todo, serão 15 Km de asfalto e mais 10 Km de ruas bloqueatadas

A Prefeitura de São Bento iniciou a preparação das principais ruas da cidade para receber o recapeamento asfáltico que começou a ser aplicado pelas máquinas, nessa parceira com o Governo do Estado.

Os trabalhos de pavimentação já iniciaram e vai beneficiar o povo são-bentoense. 

O objetivo é pavimentar também 15 km de ruas das comunidades com bloquetes.

O objetivo é ir além, é chegar bem mais longe!

 

 

Projeto de Lei de do Deputado Wellington do Curso facilita cancelamento de serviços de telefone, TV e internet

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) apresentou Projeto de Lei 49/2017 que obriga as empresas prestadoras de serviços de telefonia, de TV a cabo, de cartão de crédito e similares obrigadas a manterem em suas páginas na internet link próprio que possibilite ao consumidor realizar a suspensão ou o cancelamento do contrato de prestação serviço. A não disponibilização do link causará aplicação de multa sobre a empresa prestadora de serviços.

“Os usuários se queixam da demora desse tipo de atendimento. Caso a nossa proposta seja aprovada, o usuário poderá fazer o cancelamento sem ter que falar com ninguém, apenas acessando um link específico na internet ou pelo menu eletrônico do telefone. Como consequência, tem-se a economia de tempo e a satisfação do usuário”, disse Wellington ao justificar o Projeto.

O PL 49/2017 segue para análise pelos demais deputados estaduais da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Após visita em escolas, Chaguinhas pede urgência nas reformas dos prédios

por

O Vereador Francisco Chaguinhas (PP) usou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís, na manhã desta quarta-feira (05), para falar das visitas que foram feitas em algumas escolas da rede municipal de São Luís, na companhia do Vereador Marcial Lima (PEN).

Durante o discurso, o parlamentar falou da vistoria que fez em várias escolas do município, quando olhou de perto a real situação que as mesmas se encontram, e os esforços dos gestores e professores para ministrarem as suas aulas.

“Em visita às escolas da rede municipal de São Luís, pude observar várias erros gravíssimos cometidos pela atual gestão: os prédios estão sucateados, colocando a vida de vários alunos, professores e funcionários em risco, os banheiros estão inadequados, fora a desvalorização profissional que os educadores enfrentam. Mais uma vez, faço um apelo à atual gestão, para que venha olhar para a educação municipal e trazer as garantias de direitos de toda a comunidade escolar”, disse.

 

Vereador Marquinhos dispara: “Estou desconfiado de que nada vai mudar no governo Edivaldo”

Vereador Marquinhos Silva (DEM), cobrou o cumprimento de acordos feitos pelo governo municipal com o povo de São Luís

“O povo não quer saber mais de desculpas, quer ações, a educação precisa, o povo precisa e a prefeitura ainda está olhando para traz”

O vereador Marquinhos Silva (DEM), cobrou hoje (5), na Tribuna da Câmara Municipal de São Luís, cumprimento por parte do executivo, na aliança realizada para os benefícios das comunidades que estão desassistidas.

A figura do aliado é aquele se mantem uma aliança com um projeto ou método com quem se estabelece parcerias, esta pessoa é aliada, contudo, há pontos que você concorda e há outros que você discorda. Mas em toda parceria, aliança você tem um compromisso e o parlamento, os vereadores que tem uma aliança com o governo municipal não é crime divergir.

Convocação do Secretário Municipal de Educação Moacir Feitosa

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, também na segunda-feira (3), um requerimento de autoria do vereador Marquinhos, convidando o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, para uma audiência pública. O requerimento chegou a ter dois pedidos de vista, mas foi aprovado.

Como o requerimento foi aprovado, o normal é que Moacir já tenha acertado com a base seu comparecimento.

O tema da audiência diz respeito a início do ano letivo de 2017, as condições da infraestrutura das escolas, carga horária, lista de espera educacional e número de alunos matriculados nos últimos anos em São Luís.

Veja o Requerimento aprovado na Câmara Municipal de São Luís

 

 

Veja agora, Como cada deputado maranhense votou na proposta que amplia a terceirização

Nove dos 15 deputados federais da bancada maranhense que votaram na noite desta quarta-­feira (22) foram a favor da polêmica proposta que regulamenta a terceirização e o trabalho temporário no país. O texto foi aprovado, sob protesto da oposição, por 231 votos a 188.

Foram registradas 8 abstenções. O placar mostra que o governo terá dificuldades para aprovar as reformas trabalhista e, principalmente, a da Previdência, que será votada por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que exige um mínimo de 308 votos favoráveis na Câmara.

Entre outras coisas, o projeto de lei(PL 4302/98) permite a terceirização até da atividade­-fim de uma empresa. Ou seja, uma escola poderá terceirizar não apenas o serviço de limpeza, mas a contratação de seus professores, por exemplo.

A Câmara não pôde incluir inovações no texto. Isso porque a proposta, de 1998, já tinha passado uma vez pela Casa, em 2000, e pelo Senado, em 2002. Com isso, deputados só puderam escolher se mantinham integral ou parcialmente o texto aprovado pelo Senado ou se retomavam, integral ou parcialmente, a redação da Câmara.

O texto final aprovado, que seguirá para sanção do presidente Michel Temer, autorizar a terceirização em todas as atividades, inclusive na atividade-­fim. Atualmente, jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TSE) proíbe terceirizar a atividade­-fim da empresa. Por exemplo, um banco não pode terceirizar os atendentes do caixa.

No caso do serviço público, a exceção da terceirização será para atividades que são exercidas por carreiras de Estado, como juízes, promotores, procuradores, auditores, fiscais e policiais Outras funções, mesmo que ligadas a atividade­-fim, poderão ser terceirizadas em órgãos ou empresas públicas.

Como cada deputado maranhense votou:

Aluisio Mendes (PTN)-Sim
Cleber Verde (PRB)-Sim
Eliziane Gama (PPS)­-Não
Hildo Rocha (PMDB)­-Sim
João Marcelo Souza (PMDB)-Sim
José Reinaldo (PSB) – Sim
Julião Amin Castro (PDT)- Não
Junior Marreca (PEN) -Sim
Juscelino Filho (DEM)-Sim
Pedro Fernandes (PTB) -Sim
Rubens Pereira Júnior (PCdoB)-Não
Victor Mendes (PSD)-Sim
Waldir Maranhão (PP)-Não
Weverton Rocha (PDT)-Não
Zé Carlos (PT)-Não

Urgente! Vereador comete suicídio em Caxias/MA

vereador Evilásio

O vereador Evilásio do PAM (Evilásio Roque Ramos), que cometeu suicídio com um tiro na cabeça, em sua residência, no bairro da Cohab, em Caxias, tinha 48 anos e era do partido Solidariedade (SD).

Policiais da cidade estão no local fazendo os levantamentos e investigando as razões que levaram o conhecido edil a dar cabo da própria vida.

Enfermeiro bastante conhecido em Caxias, Evilásio era casado. Ele obteve 1.111 votos nas eleições municipais do ano passado.

 

 

Sérgio Vieira assumirá mandato na Assembleia

O suplente de deputado estadual Sérgio Vieira (PEN), de Açailândia, assumirá o mandato na Assembleia Legislativa.

Ele é segundo suplente e será beneficiado pela licença do titular, Carlinho Florêncio (PHS), por motivos particulares.

Com isso, deveria assumir o primeiro suplente, Jota Pinto (PEN), mas ele prefere continuar na Secretaria de Articulação Política de São Luís e, por isso, tomará posse apenas formalmente, mas também se licenciará no mesmo dia.

A mudança deve ocorrer na próxima semana.

Vereador Marquinhos vai entrar mesmo na disputa pelo Senado

O deputado estadual Antônio Pereira (DEM), destaca a importância de o partido lançar um nome ao Senado Federal e vê no vereador Marquinhos (DEM), um bom nome

O gesto partiu do deputado Antônio Pereira, que visitou hoje pela manhã a Câmara Municipal de São Luís. Ele é Vice-presidente do Democratas no Maranhão e falou da importância de o partido comungar em apoio ao vereador, como opção para uma das duas vagas que estarão disponíveis em 2018.

“Entendemos que o vereador Marquinhos tem um futuro promissor na política e comunga com o novo momento do Democratas”, disse o deputado Antônio Pereira.

Quem engrossou o discurso foi o colega de parlamento de Marquinhos, vereador Pavão Filho (PDT), que é pré-candidato a deputado estadual. Ele disse que Marquinhos é um jovem aguerrido e que tem no coração um sonho que comunga como muitos oriundos das comunidades, que sabem muito bem a importância de ter um representante com a cara do povo, finalizou.

Ao que tudo indica, a vontade de Marquinhos ser candidato ao Senado, não será apenas dele.

Mudança, Enem 2017 será em 2 domingos seguidos de novembro

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 será realizado em dois domingos consecutivos: 5 e 12 de novembro. No ano passado, a prova foi aplicada em um fim de semana (sábado e domingo, 5 e 6 de novembro). A modificação integra uma lista de novidades divulgadas pelo Ministério da Educação (MEC) na manhã desta quinta-feira (9).

As demais mudanças foram:

-Cadernos de prova serão personalizados, com nome e número de inscrição na capa e cartão de respostas;
-Passam a ser isentos da taxa de inscrição também quem tiverem cadastro no CadÚnico;
-Não serão divulgados dados do Enem por escola;
-Isentos do pagamento da inscrição que não comparecem perdem direito ao benefício no ano seguinte se a ausência não -for justificada;
-Enem não valerá como certificado do ensino médio;
-Solicitação de tempo adicional para atendimento especial deve ser solicitada na inscrição;

MEC diz que estudantes recusaram, em consulta pública, possibilidade de fazer a prova no computador;
A decisão de alterar o esquema de datas do Enem foi decidida após a realização da consulta pública sobre o exame, entre os dias 18 de janeiro e 17 de fevereiro. Dos mais de 600 mil participantes, 63,70% votaram que o Enem deveria ocorrer em dois dias e 36,30% opinaram que deveria ser aplicado em um dia só.

Em seguida, aqueles que participaram da consulta pública tiveram de responder à seguinte questão: “Caso o exame continue sendo aplicado em dois dias, qual formato deverá ser realizado?”.

A maior parte (42,30%) optou que ele ocorresse em dois domingos seguidos – por isso, o MEC implementou a mudança.
Em segundo lugar, ficou a opção de um domingo e uma segunda-feira (que se tornaria feriado escolar), votada por 34,10% dos participantes. Por último, restou a alternativa de manter-se o esquema até então vigente, de sábado e domingo, com 23,60% dos votos.

Inscrições

As inscrições para o Enem 2017 ficarão abertas entre os dias 8 e 19 de maio de 2017. O edital com mais informações sobre o exame será publicado até o dia 10 de abril, segundo o MEC.

Isenção da taxa de inscrição

De acordo com a pasta, continuarão isentos da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio de escolas públicas, os candidatos com renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio e aqueles que cursaram o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral de escola privada.

A novidade do Enem 2017 é que passam a ser isentos também aqueles que tiverem cadastro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), que reúne famílias em situação de pobreza e pobreza extrema. Para comprovar o dado, o candidato deverá informar, no ato da inscrição, o NIS (número de identificação social) – o sistema permitirá a busca automática.

Data do resultado

Os resultados do Enem 2017 serão divulgados em 19 de janeiro de 2018. Os candidatos continuarão podendo acessar o resultado por área de conhecimento e o desempenho individual.