BLOG VEJA AGORA - Notícias com veracidade dos fatos

Governador Flávio Dino prestigiou encerramento do Bloco da Umes em São Luís

Governador Flávio Dino prestigiou encerramento do Bloco da Umes

Governador Flávio Dino e Marcelo Matos, presidente da Umes

Teve encerramento no sábado (3) de fevereiro, a última edição do Bloco da Umes deste ano de 2018. A folia pré-carnavalesca que marcou o encontro de muita gente bonita e vários convidados, contou com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino e do secretário de cultura, Diego Galdino.

A programação cultural do Bloco da Umes foi garantida pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, por lá passaram Escolas de Samba, Blocos Tradicionais.

O presidente da Umes, Marcelo Matos disse que ficou surpreso com a presença do governador, que prestigia de perto a programação apoiada pelo governo do estado.

“Ficamos surpreso com a vinda do governador Flávio Dino e do secretário Diego Galdino, isso demonstra a lisura e a participação efetiva do ente público com a programação apoiada pelo governo do estado”, afirmou o presidente da Umes.

O Bloco da Umes que teve concentração sempre às 10 horas da manhã, contou com o apoio também do Laborarte, do Bloco Só Safados e do Bloco Queer, no mesmo circuito.

Bloco da Umes realiza última concentração neste Sábado (3)

A Concentração acontece no Bar do Ruy, próximo à entidade estudantil e da RFFSA, na Rua Jansen Muller, Centro Histórico da Capital

No sábado passado (27), de janeiro, a concentração do Bloco da Umes contou com uma vasta programação, muita segurança e gente bonita. Destaque para as apresentações da Escola Turma do Quinto e o do Bloco Tradicional ‘Os Apaixonados’.

No próximo sábado (3), de fevereiro, o Bloco realiza sua última concentração da temporada de pré-carnaval, deste ano, em São Luís. A folia começa cedo, por volta do meio dia e partir das 17h, faz sua saideira.

A Concentração é feita no Bar do Ruy, próximo à entidade estudantil e da RFFSA, na Rua Jansen Muller, Centro Histórico da Capital.

Portanto, não esqueça, Carnaval com segurança é durante o dia, e a folia da Umes começa pela manhã no Centro Histórico. Não Perca!

Apoio a outros Blocos de Rua 

A Umes garantiu também, junto ao governo do estado do Maranhão, apoio logístico aos Blocos, ‘Pé inchado’, que faz arrrastões pelos bairros do João Paulo e Caratatiua; e o ‘Língua de Ladeira’, que leva alegria às ruas do Bairro da Alemanha, em São Luís.

Em tempo: O Bloco da Umes é beneficente, troque 1 Kg de alimento não perecível e um material de limpeza e ganhe o abadá (limitado).

E mais: As doações serão revestidas ao Hospital do Aldenora Bello

Prefeitura de São Luís não cumpre contrato de licitação e passagem vai aumentar

Prefeitura de São Luís descumpriu cláusulas dos contratos de concessão que prevê reajustes anuais nas tarifas com base nos custos 

Em agosto de 2016, a Prefeitura de São Luís realizou processo de licitação do transporte público, com promessas de melhorias no setor. Nesse período, vários investimentos foram realizados pelas empresas e consórcios que operam na capital, como a compra de mais de 180 ônibus com ar condicionado; lançamento do aplicativo ‘Meu ônibus’ que está sendo um sucesso; e implantação de wifi em alguns coletivos, que visa levar mais um conforto ao usuário.

Além disso, também já foi implantado o sistema de gestão de frota via GPS; implantação e manutenção do sistema de bilhetagem eletrônica; compra de veículos articulados, investimentos de mais de R$ 12 milhões e com um custo mais que o dobro de um coletivo convencional; e a frota hoje já estar adaptada conforme o que ficou estabelecido no certame, que permitiu todos estes avanços.

O problema é que todo esse avanço pode estar ameaçado. Isso porque a prefeitura resolveu descumprir cláusulas dos contratos de concessão que prevê reajustes anuais nas tarifas com base nos custos do setor, o que pode, inclusive, comprometer todas as ações de melhorias no sistema ao longo desses dois anos.

Em setembro 2016, o município não aplicou o reajuste anual das tarifas, que pelas regras da concessão, deveriam ter começado a ser aplicado naquele mês. No anexo 1 do Edital de licitação – projeto básico, estava previsto o reajuste de passagens do nível 1 para o nível 2, além da reposição de custos ao longo daquele ano, mas nada foi feito.

SALÁRIO, DIESEL E CUSTOS DA BURAQUEIRA
Nesse período, diversos foram os aumentos de custos para as empresas de ônibus como salários dos rodoviários, reajustados com a promessa de correção no contrato, mas nada feito. Como se não bastasse tudo isso, vieram ainda à tributação do diesel e dos insumos atuais do serviço. Sem os reajustes tarifários, segundo fontes do Sindicato das Empresas de Transporte – SET, as viações que operam na capital já caminham para um colapso e os atrasos de salários e benefícios já são situações que comprometem todo o sistema, o que pode fazer todo avanço conquistado se perder.

“Além de quebra de contrato por parte da prefeitura, não reajustar a tarifa representa uma ameaça ao equilíbrio econômico-financeiro das empresas e comprometimento dos avanços conquistados até aqui”, revelou uma fonte do SET.

Além do aumento no salário dos rodoviários, da tributação do diesel e dos insumos, ainda tem os altos custos com a manutenção da frota que foi praticamente destruída por um longo período, por conta de ruas e avenidas destruídas cheias de valas e buracos. Isso tudo, conforme relatos dos empresários, sem nenhuma recomposição ou ressentimento das perdas e acidentes gerados.

“As linhas da Cidade Operaria e adjacências estavam tão destruídas que especialistas da Volvo vieram em segredo e ameaçaram a perda das garantias de todos os veículos de fabricas”, completou.

SAÍDA PARA EVITAR IMPACTO NA TARIFA
Em janeiro deste ano todas as capitais sofreram reajuste nas tarifas do transporte público, recebidas às vezes com protestos e indiferenças. No entanto, no caso de São Luís o que se observa é algo diferente: a omissão da Prefeitura perante o setor o que é, no mínimo, curioso.

De acordo com o SET, em setembro de 2017 seria a data-base para o realinhamento tarifário e a gestão municipal não parece preocupada com os problemas já aparentes do sistema, com paralisações, queda de investimentos e clamor da classe empresarial do setor por providências urgentes diante de grandes prejuízos acumulados.

Para buscar uma saída, segundo informações obtidas pelo blog, diversas tentativas de dialogo foram feitas e estudos foram realizados no intuito de conferir o correto valor da remuneração do serviço (tarifa de remuneração do contrato de concessão), a qual pode ser repassada integralmente ao passageiro (tarifa pública) ou parcialmente subsidiada pelo município como consta no edital.

Segundo o estudo atual realizado por uma consultoria independente especializada no assunto, o valor da tarifa de remuneração do contrato de São Luís seria em torno de R$ 4,00, mas até o momento a prefeitura não apresentou solução ou debateu os custos dos investimentos cobrados na licitação.

“Hoje as empresas são concessionarias e ainda estão sendo tratadas como permissionárias, situação antes da licitação. A prefeitura descumpre o contrato de concessão, não dialoga em busca de soluções. O cumprimento das cláusulas contratuais é de grande importância porque garante o equilíbrio econômico-financeiro para a manutenção e continuidade dos investimentos”, concluiu a fonte que aceitou se manifestar sem revelar sua identidade.

O blog fez uma analise dos pontos descumpridos pela prefeitura que compromete os avanços no transporte da capital. Confira:

  • Após a licitação o município descumpre de forma patente e propositadamente o equilíbrio econômico do contrato;
  • No Edital de licitação no anexo 1 – projeto básico estava previsto o reajuste de passagens do nível 1 para o nível 2, além da reposição de custos ao longo do ano de 2016, nada foi feito;
  • Diversos foram os aumentos de custos como salários, reajustados com a promessa de correção no contrato e nada feito;
  • A data para o SEGUNDO reajuste da tarifa de contrato foi vencida em 02/09/2016, os prejuízos se acumulam, mas o Prefeito está tirando proveito político do congelando da tarifa sem pagar as empresas, esse acumulo de passivo vai deixar de herança para o próximo Prefeito como fez o já falecido João Castelo com o VLT;
  • Um ponto importante a esclarecer nesta licitação é que o Município resolveu desmembrar a TARIFA PÚBLICA, que aquela que será cobrada do usuário, hoje em R$ 2,90 e a TARIFA DE CONTRATO, que aquela que é cobrada pelas empresas para Prefeitura em função dos investimentos e custos que o Município definiu, um exemplo claro, é o acessório ar condicionado que encarece o ônibus em mais de trinta mil reais e maior consumo de combustível . Para melhor entendimento, exemplo: o preço das passagens cobradas do usuário em São Paulo – TARIFA PÚBLICA – é de R$ 3,80 (ver) de São Paulo, no entanto a Prefeitura paga para as empresas 6,50 – TARIFA DO CONTRATO, ou seja, a prefeitura de São Paulo paga de subsídio R$ 2,70 por passageiro transportado. Portanto o município de São Luís pode dar o preço que quiser nas passagens a serem cobradas dos usuários, mas terá de pagar a tarifa de contrato, que no caso de São Luís hoje está em R$ 3,94 desde o dia 02 de setembro de 2017, para a frota atual. Caso o Prefeito pretenda colocar mais 159 ônibus novos em 2018 o valor é de R$ 4,15, se ele vai cobrar do usuário é decisão política dele, porém tem de manter o equilíbrio do contrato senão as empresas não podem obter financiamento em contratos com prejuízos. Todos estes cálculos estão nas propostas que fazem parte do contrato;
  • Outro ponto é a eficiência administrativa que o município vem deixando de lado, as gratuidades aumentam a cada dia, fraudes na meia passagem com vendas de matriculas para alunos que não frequentam as aulas é altíssima, o transporte irregular de passageiros, etc…, o que poucas pessoas sabem, é que não existe gratuidade e nem a meia, pois quem paga as passagens daqueles que não pagam são exatamente os que pagam.

Blog do Isaías Rocha

Umes garante apoio do governo Flávio Dino na realização do ‘Bloco da Umes no Bar do Ruy’

Além do presidente da Umes, Marcelo Matos, estiveram reunidos, o secretário Diego Galdino, o presidente da Associação dos Amigos Leais, Andre Leal, e o representante do ‘Bloco Pé Rachado’ Saron Pinheiro

Da esquerda para a direita: Marcelo Matos, Yully Jansen, Diego Galdino, André Leal e Saron

Na pauta foi discutido o apoio do governo do estado do Maranhão ao ‘Bloco da UMES no Bar do Ruy’, que já vem acontecendo desde o começo dos mês na Rua Jansen Muller, Centro Histórico de São Luís, sempre no horário das 10 às 17.

O Secretário de Cultura, Diego Galdino disse que o governo do estado vem desenvolvendo e ampliando o acesso à sociedade civil organizada que desenvolvem políticas públicas de arte, cultura e turismo em todo o estado, garantindo assim uma ampla parceria.

O secretário frisou ainda o amplo acesso que as entidades tem por meio da Lei de Incentivo à Cultura, afim de, com a renúncia fiscal por parte do governo do estado, garantindo assim, que as entidades e fazedores de cultura do Maranhão possam desenvolver suas atividades.

O presidente da Umes, disse que mantém diálogo permanente com o governo Flávio Dino, por meio dos órgãos e afirmou que o secretário Diego Galdino, na medida de todos os esforços, sempre atende o pleito das entidades que o procuram.

“O Secretário Galdino é uma pessoa de compromisso e não mede esforços para as açoes de cultura de nosso estado, cheguem onde deve chegar, que é justamente os estudantes, os jovens, os trabalhadores, enfim, a população em geral”, afirmou Marcelo Matos.

O presidente da Associação dos Amigos Leais, disse que se sentiu prestigiado quando, a convite do presidente da Umes, foi convidado para discutir com o governo do estado, pautas importantes de apoio à cultura da comunidade que representa, o bairro da Alemanha.

“Vim convidado pelo presidente da Umes, e me senti prestigiado em poder discutir questões culturais de nossa comunidade que tanto necessita de apoio”, disse André Leal.

Já o presidente do Bloco Pé Rachado, Saron Pinheiro, disse que há anos vem desenvolvendo ‘arrastões’ nas comunidades do Caratatiua, Jordoa e João Paulo, durante o período carnavalesco e que esta reunião é muito importante para a comunidade que ele representa.

Em Secretaria de Estado da Cultura 

 

Alerrandro, cantor do “The voice Kids” foi apoiado pelo ‘Viva Bem Mais’ do vereador Marquinhos

Cantor do ‘The Voice Kids’ foi divulgado pela primeira vez aqui neste Blog, quando se apresentou no Arraial da Vila Luizão, apoiado pelo vereador Marquinhos

O Cantor mirim Alerrandro Costa, foi divulgado pela primeira vez aqui neste Blog, durante as festas juninas do ano passado, no ‘Arraial da Vila’, idealizado e patrocinado pelo vereador Marquinhos (DEM).

Naquela oportunidade, o cantor mirim foi gravado e divulgado também por este Blog, que reconheceu o tamanho talento de Alerrandro, reveja a matéria no link abaixo.

Vídeo: Cantor mirim faz sucesso em arraial na Vila Luizão

Na tarde do último domingo (7), os maranhenses que acompanharam a estreia do programa ‘The Voice Kids’ tiveram uma grande surpresa quando um garoto chamado Alerrandro Costa se apresentou.

Ele cantou “É o Amor”, da dupla Zezé de Camargo e Luciano. E foi escolhido por dois dos três jurados: a dupla Simone e Simária e o cantor Carlinhos Brown.

“Quero agradecer a oportunidade que vocês me deram ao virar a cadeira, que é a melhor coisa [que poderia ter acontecido]. Mas eu escolho Simone e Simária”, disse o garoto, arrancando suspiros dos jurados e da platéia.

A dupla escolhida comemorou a decisão de Alerrandro. “Nós vamos arrebentar e você vai fazer muito sucesso neste país”, desejou Simone. Simária empolgada, disse: “Você vai ser um Cristiano Araújo da vida, rapaz!”.

Este Blog também encerrou a postagem dizendo que era para lembrar bem deste nome, uma vez que o menino era um talento nato.

Alerrandro se apresentou no Arraial da Vila, que é de iniciativa do vereador Marquinhos, e ele faz parte do projeto ‘Viva Bem Mais’, que conta com o apoio irrestrito de vereador.

Veja abaixo, como foi a apresentação de Alerrandro, no arraial da Vila Luizão. 

 

 

Julinho deseja muitas felicidades aos moradores no aniversário de 49 anos da Vila Palmeira

O suplente de vereador Julinho, que é morador da comunidade, parabenizou pelas redes sociais o aniversário de 49 anos da Vila Palmeira e desejou muita felicidade aos moradores do bairro

Breve histórico do Bairro

A Vila Palmeira foi fundada por Decreto, em 8 de dezembro de 1968. O bairro tem hoje mais de 40 mil habitantes e um contingente de 15 mil eleitores.

O bairro é um dos bairros mais antigos de São Luís, encontrando-se a aproximadamente 20 km do centro da capital Ludovicense. Inicialmente, moravam trabalhadores rurais, descendentes de escravos, entre outras pessoas pobres que se encontravam à margem do desenvolvimento urbano.

A ocupação da área foi marcada pelo crescimento desordenado e pelo inchaço provocado pelo êxodo rural. Isto levou as famílias a construírem suas casas nas margens do rio Anil, que cruza a capital e que constituía o principal corpo hídrico da cidade naquela época.

 

 

 

Vereador Edson Gaguinho incentiva campeão sulamericano de Jiu Jitsu

Vereador Edson Gaguinho apoiou lutador de faixa preta de Jiu-jitsu, em competição sulamericana

Léo Gladson (direita) agradeceu o apoio do vereador Edson Gaguinho, em competição que trouxe o bronze para o Maranhão

Na manhã de ontem (segunda-feira), 05, o vereador Edson Gaguinho (PHS), recebeu em seu gabinete, Léo Gladson, faixa preta, presidente da Federação Maranhnese de Jiu-jitsu, e se destacou no Campeonato Sulamericano da modalidade, ficando com a medalha de bronze.

O evento realizado na cidade de São Paulo, contou com a participação de cerca de 4 mil atletas, de todos os representantes sulamericanos, diferenciados em várias faixas de competição.

Léo Gladson contou com o apoio do gabinete do vereador Edson Gaguinho e fez questão de ratificar o apoio recebido pelo vereador. O vereador por sua vez, disse que na medida do possível tenta garantir o apoio ao esporte dos maranhenses e que contribui também com outros atletas de várias modalidades.

“Pra mim é uma grande satisfação poder contribuir para o progresso do esporte maranhense, tendo em vista que este apoio não foi dado apenas ao nosso campeão Léo Gladson, mas, também para outros atletas”, afirmou, Gaguinho.

 

Vereador Edson Gaguinho solicita pavimentação asfáltica para ruas do Parque Pindorama.

O requerimento foi  feito após reunião com os moradores do bairro, que o procuraram solicitando as melhorias

O vereador Edson Gaguinho (PHS), por meio de requerimento aprovado na Câmara Municipal, solicitou na última segunda-feira (27), ao Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior e ao Secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, serviços de drenagem, pavimentação asfáltica e meio-fio nas ruas: Mirador, Tutóia e Turiaçu, localizadas no Parque Pindorama.

De acordo com Gaguinho, a reivindicação foi feita após reunião com os moradores do bairro, que o procuraram solicitando as melhorias.

Em seu requerimento, o parlamentar salientou que as ruas apresentam diversos buracos em toda a sua extensão, o que aumenta o risco de acidentes, comprometendo a segurança de motoristas e pedestres. O vereador disse que as obras são prioridade para a região.

“Estas ruas do Parque Pindorama estão intrafegáveis e precisam de reparos urgentemente. Muitos moradores já me procuraram, solicitando melhorias pra região. Acredito muito no trabalho que a Prefeitura vem fazendo em outras áreas da cidade e espero que esse trabalho chegue agora no Parque Pindorama. A população está necessitada”, finalizou Edson Gaguinho.

SEGURANÇA PARA O CENTRO DE SÃO LUÍS 

Também da Tribuna, durante o pequeno expediente na Câmara Municipal de São Luís, o veeador cobrou do poder público, mais policiamento no centro da cidade. De acordo com o parlamentar, a falta de segurança é apontada como um dos grandes problemas nas ruas do Centro, pois o clima de insegurança tem deixado comerciantes e os consumidores preocupados com a situação.

 “A falta de segurança no centro de São Luís é muito grande. Os consumidores, ambulantes e a população em geral correm sérios riscos de serem assaltados, em suas atividades. Por isso, peço a sensibilidade do poder público em garantir um policiamento arrojado nas dependências do centro de nossa cidade”, disse.

Ainda em seu pronunciamento, o parlamentar afirmou que apenas quatro policiais fazem o policiamento da Rua Grande, sendo que essa quantidade muito pequena para garantir a segurança das pessoas.

“Sei do trabalho sério que o governo do Estado, através do Secretário Jefferson Portela, está fazendo em nossa cidade, mas é preciso olhar mais para o centro de São Luís e reforçar o policiamento no centro da cidade”, finalizou.

Umes repudia descaso da SMTT e SET na adquisição ao direito à meia passagem

Estudantes, pais de famílias e trabalhadores enfrentam longas  filas e um calor infernal para garantir o direito à Meia Passagem em São Luís

O presidente da União Municipal dos Estudantes – Umes, Marcelo Matos, denunciou nas redes sociais o descaso com que o Sindicato das Empresas de Transportes – SET e a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT, tratam os estudantes de São Luís.

Segundo o presidente da entidade, o secretário Canindé Barros tem conhecimento do descaso e nada faz, inclusive que já enviou ofício à secretaria para discutir o processo de aquisição do crédito estudantil, mas, não obteve resposta.

A entidade entrará com representação junto ao Ministério Público e ao Procon para que estes abusos não voltem a ocorrer, disse, Marcelo Matos.

Veja abaixo a Nota de Repúdio da entidade estudantil

A Umes repudia como o estudante vem sendo tratado para adquirir o crédito para o Cartão Estudantil. Poucos pontos de vendas e apenas um atendente para uma grande quantidade de estudantes, pais, mães e trabalhadores enfrentando longas filas e uma demora absurda, uma verdadeira falta de respeito por parte da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT e Sindicato das Empresas de Transportes de passageiros – SET.
Descaso acontece não apenas hoje e sim todos os dias, são problemas diversos, tais como a queda de sistema, falta de energia, falta de atendentes, falta de vergonha na cara.
A Umes já procurou o Secretário Canindé Barros, para discutir a venda de crédito, mas o mesmo se recusa a atender, enviamos documentos solicitando que fosse realizada a recarga dentro dos ônibus e solicitando a volta dos pontos de vendas em grandes escolas da nossa capital, mas foi em vão!
A Umes solicitará ao Ministério Público e ao Procon, uma ação coletiva contra a SMTT e o SET, para que estes abusos não voltem a acontecer.

Marcelo Matos
Presidente da Umes 

Dr. Bentivi será candidato a deputado estadual

Ex-vereador ainda não tem partido e pretende liderar uma sigla de olho na disputa à Assembleia Legislativa do Maranhão

O ex-vereador João Melo e Sousa Bentivi, deve se filiar no próximo mês (dezembro) ao partido pelo qual disputará as eleições para deputado estadual. A informação foi repassada por uma fonte muito próxima de Bentivi. Candidato bem preparado, com um currículo invejável, ele é sem dúvida um bom nome na disputa do ano que vem.

O pretenso candidato já disputou o cargo de governador em 2006 e o cargo de vereador em 2012. O médico afirma que boa parte da população maranhense lhe conhece e que agora o seu desafio será garantir o voto de confiança do povo.

Quem é João Bentivi?
João Melo e Sousa Bentivi é formado em Medicina, Direito e Comunicação, com especializações em todos eles e com doutorado em Ciências Empresariais, pela Universidade Fernando Pessoa, de Portugal. Nascido na cidade de Pedreiras, na região do Médio Mearim, superou todos os obstáculos da sua vida através dos estudos.

Tornou-se bastante conhecido em São Luis, na década de 80, como professor de Biologia de cursos pré-vestibulares e como regente de vários grupos de corais. Apesar de abstêmio, sempre é visto nas noites da cidade, tocando trombone.

Foi vereador da capital em duas legislaturas, chegando a ser vice-presidente do Legislativo Ludovicense.