BLOG VEJA AGORA - Notícias com veracidade dos fatos

Projeto de Weverton proíbe corte de água e luz durante a pandemia e anistia consumidores de baixa renda

O senador Weverton (PDT-MA) apresento projeto de lei que cria a Tarifa Social Emergencial de Água, Esgoto e Energia Elétrica.

A proposta prevê anistia, em caráter emergencial, das contas de água, esgoto e energia elétrica para consumidores de baixa renda nos próximos 90 dias.

O texto proíbe ainda o corte dos serviços no mesmo período e veda a redistribuição desses valores na conta dos outros consumidores.

Pelo projeto, consumidores de 20 metros cúbicos de água por mês e até 200kwh de energia por mês terão desconto de 100% em suas contas de água e luz. Além disso, não pode haver cortes em função de atrasos.

“A crise, gerada pela pandemia do coronavírus, vai se aprofundar. Muitas pessoas, que estavam se virando como informais, vão perder renda e elas precisam ser protegidas”, afirmou Weverton.

O senador lembrou ainda que haverá casos de pessoas que ficarão impossibilitadas de sair de casa para pagar contas, razão pela qual não faz sentido permitir o corte dos serviços.

“Este é um momento que requer união e solidariedade, não podemos permitir que as famílias fiquem sem serviços essenciais no meio de uma pandemia, principalmente água, que é algo fundamental para a prevenção”, explicou.

Postos de saúde do Turu lota após início da campanha de vacinação

O posto  de saúde do Turu amanheceu lotado  nesta segunda-feira (23), após o anúncio do início da campanha de vacinação contra o vírus a Influenza  (H1N1), feito pela Prefeitura da capital, lembrando que a vacinação no posto turu começou desde sexta-feira (20/03).

Para tentar conter a aglomeração de pessoas nos postos, a Prefeitura de São Luís ampliou a quantidade de locais de vacinação, mas não adiantou.

Em uma postagem nas redes sociais, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, pediu para que não haja desespero pela vacina, pois a primeira etapa da campanha terá duração de 30 dias, portanto, não há necessidade de todos correrem para os postos de vacinação nesses primeiros dias, porque haverá tempo suficiente para as pessoas do público-alvo se vacinarem com tranquilidade

Urgente!!!! Auxiliar penitenciário é morto a tiros em São Luís

Um homem identificado como Alberto Luís Pinheiro Diniz foi assassinado a tiros na manhã deste domingo (22) na BR-135, na região do bairro Maracanã em São Luís. A vítima trabalhava como Auxiliar de Segurança Penitenciária no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital
De acordo com testemunhas, a vítima estava voltando do trabalho de motocicleta quando foi alvejado pelos disparos. A Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) investiga o caso.
Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) informou que a vítima trabalhava no Circuito Fechado de TV (CFTV) do Complexo Penitenciário e por isso, não tinha contato com os presos. Além disso, a SEAP afirmou que forças de segurança foram acionadas para localizar a prender o autor do crime.
Nota da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP):
“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que o Auxiliar de Segurança Penitenciária, Alberto Luís Pinheiro Diniz, foi vítima de homicídio na manhã de domingo (22). Ele atuava como servidor no Circuito Fechado de TV (CFTV) do Complexo Penitenciário São Luís e foi morto fora do ambiente de trabalho, quando não prestava expediente.
 
A Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) está investigando o caso e as forças de segurança foram acionadas para localizar e prender o autor do crime.”

Presidente Osmar Filho determina nova antecipação dos salários dos servidores da Câmara

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), determinou, mais uma vez, a antecipação dos salários dos servidores da Casa, referente a este mês de março.

Os vencimentos estarão disponíveis nas contas na próxima terça-feira, dia 24.

A medida valoriza o funcionalismo e contribui com milhares de famílias neste momento delicado pelo qual toda a sociedade está passando diante da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19)

Em 2019, tão logo assumiu o comando da Câmara, Osmar Filho instituiu o calendário anual de pagamento. O dispositivo, além de valorizar os servidores, contribui para que os mesmos possam gerir melhor suas finanças, favorecendo, ainda, o aquecimento da economia local.

Vale destacar que atual direção da Mesa Diretora da Câmara efetuou o pagamento dos salários sempre dentro do mês vigente, antecipando os mesmos e o 13º.

Urgente!!!! Primeiro caso confirmado de coronavírus no Maranhão

O primeiro caso de pessoa infectada por coronavírus no Maranhão foi confirmado na noite desta sexta-feira (20). O governador Flávio Dino confirmou o teste positivo em sua conta no Twitter e anunciou novas medidas a serem tomadas neste sábado (21).

Trata-se de um homem que esteve recentemente em São Paulo. Ele está internado no Hospital Carlos Macieira, no bairro do Calhau, para onde foi levado após os primeiros sinais de estava com a doença.

Veja Agora, a lista de postos de saúde com vacinas contra a Influenza em São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), divulgou nesta quinta-feira (19) a lista de postos e centros de saúde que vão receber a população durante a campanha de vacinação contra a Influenza, que começa nessa segunda-feira (23).

Ao todo, serão disponibilizadas 68 salas de vacinação nas unidades de saúde, como o Centro de Saúde Paulo Ramos no Centro e o Centro de Saúde do Bairro de Fátima, assim como as Unidades Mistas de Saúde. Nesta fase, a campanha de vacinação será destinada para crianças entre seis meses a 5 anos, idosos e profissionais da saúde.

De acordo com a Semus, 12 unidades de saúde vão funcionar com horário estendido, de segunda a sexta-feira das 7h às 18h e, aos sábados de 7h ao meio-dia. São eles:

Centro de Saúde Clodomir Pinheiro Costa (Anjo da Guarda)
Centro de Saúde São Raimundo
Unidade de Saúde da Família do São Francisco
Centro de Saúde Cohab Anil
Unidade Básica de Saúde Cintra (Anil)
Centro de Saúde Santa Bárbara
Centro de Saúde Turu
Centro de Saúde Vila Nova
Centro de Saúde Fabiciana Moraes (Habitar Nice Lobão)
Centro de Saúde Genésio Ramos Filho (Cohab)
Centro de Saúde Dr. Antônio Carlos Sousa Reis (Cidade Olímpica I)
Centro de Saúde Vila Bacanga (em breve)

De acordo com a prefeitura, o Ministério da Saúde entregou inicialmente 85 mil doses de vacina e até a sexta-feira (20), serão distribuídos cerca de 54 mil doses para as unidades de saúde. A estimativa é que a Semus receba 290 mil doses de vacina ao decorrer da campanha.

A vacina previne contra três tipos de vírus Influenza, sendo dois do tipo A (H1N1 e H3N2) e um do tipo B. Confira no fim desta reportagem o calendário completo de vacinação.

Atendimento domiciliar

A Semus vai realizar este ano a vacinação a domicílio de pessoas acamadas e que tenham visível nível de restrição de locomoção. Para ter acesso, o usuário deve entrar em contato pelo telefone do setor de imunização (98) 99135-9332, que funciona de segunda a quinta-feira das 8h às 11h e das 14h às 16h e, nas sextas-feiras das 8h às 11h.

O serviço vai ficar disponível até o fim da campanha, que segundo o Ministério da Saúde, deve acontecer até o dia 22 de maio. As visitas não serão realizadas em feriados ou fins de semana.

Calendário de vacinação

1ª FASE (23 de março) – Idosos (60 anos e mais), trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 6 anos.

2ª FASE (16 de abril) – Professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

3ª FASE (9 de maio) – Gestantes; Puérperas; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência.

Vereador Marquinhos, e demais parlamentares destinam R$ 3,1 milhões para combater H1N1 e COVID-19 em São Luís

Os 31 vereadores de São Luís adotaram um posicionamento coletivo e decidiram destinar ao Município, cada um, R$ 100 mil em emendas, totalizando um aporte financeiro de R$ 3,1 milhões, para novos investimentos em ações de combate e prevenção aos vírus H1N1 e COVID-19.

A iniciativa pioneira tratou-se de uma articulação feita pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho (PDT), e que contou com o apoio de todos os demais parlamentares.

Na próxima terça-feira (24), durante sessão plenária ordinária, os vereadores receberão no Palácio Pedro Neiva de Santana o secretário municipal de Saúde, Lula Filho.

Na oportunidade, o auxiliar do prefeito Edivaldo, além de sugerir quais ações emergenciais são mais importantes e se apresentam, neste momento, como fundamentais para receber este investimento, também fará um balanço do trabalho desenvolvido pela Prefeitura com o objetivo de combater a proliferação dos vírus.

“O Parlamento de São Luís, mais uma vez, mostrou união e força. Todos os vereadores concordaram com a iniciativa de destinar emendas, cujos recursos serão aplicados no setor da saúde, em especial nas ações direcionadas para prevenir a proliferação da gripe H1N1 e do Novo Coronavírus. Continuaremos unidos e trabalhando pelo bem da população da nossa capital”, disse Osmar Filho.

No início desta semana, o presidente da Casa assinou resolução administrativa adotando regras e procedimentos internos na sede do Parlamento para combater o avanço do COVID-19.

As medidas vão desde a diminuição do número de sessões ordinárias, que serão realizadas somente às terças-feiras; até a restrição do acesso do público à galeria do Plenário; não realização de visitas institucionais e de eventos relacionados, ou não, com a atividade parlamentar; além da liberação de servidores e colaboradores com idade acima de 60 anos, por exemplo.

Também foi alterado o horário do funcionamento administrativo da Casa, cujos setores, a partir de segunda-feira (23), funcionarão das 8h às 14h, por exemplo.

A ação visa beneficiar parlamentares, servidores e o próprio cidadão evitando, desta forma, a aglomeração de pessoas, situação que já foi preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

Vereador Marquinhos

Governo do Maranhão antecipa vacinação contra a influenza para grupo de crianças de 6 meses a menores de 6 anos

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) anunciou a antecipação da vacinação contra a Influenza, para o grupo de crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e vinte nove dias, no estado, logo na primeira fase da campanha, junto com o grupo prioritário de idosos e trabalhadores de saúde. A campanha tem início na próxima segunda-feira (23), nos postos de vacinação.

Em tratativa com o Ministério da Saúde, desde a semana passada, a SES dialogou sobre as aplicações da medida de antecipação da vacinação para o grupo de crianças de 6 meses a menores de 6 anos para esta população considerada mais vulnerável contra a influenza. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários contra influenza. No Maranhão, o total de vacinas para todas as fases é de 2.233.200 doses.

A solicitação de antecipação da vacinação foi encaminhada para Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde (MS), bem como do envio das doses previstas que corresponde a 686.000 doses a mais, a fim de realizar a imunização. Para o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, uma das aplicações práticas da medida de antecipação da vacinação para o grupo de crianças de 6 meses a menores de 6 anos é proteger esta população considerada mais vulnerável contra a influenza.

“A medida direciona-se para reduzir as complicações, as internações e a mortalidade, por exemplo, decorrentes de infecções causadas pelo vírus da influenza. Nesse contexto, a SES entendeu que seria oportuno antecipar a vacinação para o grupo de crianças de 6 meses a menores de 6 anos no Maranhão”, destacou o secretário Carlos Lula.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), a infecção pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

Sobre as precauções, em caso de doenças febris agudas, moderadas ou graves: recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.
A vacina da rede pública previne contra três tipos de vírus Influenza, sendo dois do tipo A (H1N1 e H3N2) e um do tipo B.

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Departamento de Doenças Imunopreveníveis, iniciou esta semana a entrega de 522 mil doses da vacina contra a influenza para as 18 Unidades Regionais de Saúde (URS), bem como os municípios da Região Metropolitana.

Vacinação contra influenza
23 de março (1ª fase) – Idosos (60 anos e mais), trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 6 anos.

16 de abril (2ª fase) – Professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

9 de maio (3ª fase) – Gestantes; Puérperas; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência.