BLOG VEJA AGORA - Notícias com veracidade dos fatos

Veja, Se eleição fosse hoje, Haddad venceria Bolsonaro por 42% a 36%, indica Datafolha

Bolsonaro e Haddad

Se o segundo turno da eleição para presidente da República fosse hoje, Fernando Haddad (PT) seria eleito com 42% dos votos, contra 36% de Jair Bolsonaro (PSL), indica pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (2). Outros 18% votariam branco ou nulo e 4% não souberam responder.

Em 28 de outubro do ano passado, no segundo turno da disputa, Bolsonaro foi eleito presidente com 55,13% dos votos válidos (excluídos brancos, nulos e indecisos). Haddad obteve 44,87%.

Passados oito meses de governo, o Datafolha aponta que a reprovação do presidente subiu de 33% para 38% em relação ao levantamento anterior do instituto, feito no início de julho, e diversos indicadores apontam uma deterioração de sua imagem. Foram ouvidas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.

A aprovação de Bolsonaro também caiu, dentro do limite da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou menos, de 33% em julho para 29% agora. A avaliação do governo como regular ficou estável, passando de 31% para 30%.

Entre quem declarou preferência por Bolsonaro no ano passado, 74% manteriam o voto se a eleição fosse hoje. Um total de 10% migraria para Haddad, e 13% votariam branco ou nulo. Já 88% dos eleitores do petista manteriam seu voto hoje. Somam 4% os que mudariam o voto para Bolsonaro e 6% os que votariam nulo ou branco.

Um total de 68% de quem votou branco ou nulo na eleição manteria essa opção hoje. Mas 21% deles mudaria para Haddad e 6% para Bolsonaro.

O presidente Bolsonaro já deixou claro que pretende concorrer à reeleição em 2022. Durante a campanha eleitoral, ele disse que trabalharia pelo fim da reeleição presidencial.

Em julho passado, o discurso foi outro: “Pegamos um país quebrado moral, ética e economicamente, mas se Deus quiser nós conseguiremos entregá-lo muito melhor para quem nos suceder em 2026”.

De olho na reeleição, Bolsonaro tem adotado estratégias como manter inflada a polarização vista no ano passado e atacar possíveis adversários da centro-direita, como o governador João Doria (PSDB) e o apresentador Luciano Huck.

O PT, por sua vez, continua a reboque do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso em Curitiba pela operação Lava Jato desde abril de 2018. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) é considerado o principal líder da sigla e provável presidenciável em 2022, como alternativa a Lula.

Caso o segundo turno ocorresse agora, o petista abre vantagem em diferentes segmentos da sociedade.

Considerando os desempregados que buscam emprego, hoje 52% votariam em Haddad contra 26% em Bolsonaro —19% votariam nulo ou branco. Entre os empresários, a vantagem se inverte: 61% quereriam Bolsonaro eleito e 26% escolheriam Haddad.

Os aposentados elegeriam Bolsonaro por 43% a 33%. Já os estudantes preferem Haddad, por 50% a 32%. O petista também vence entre assalariados sem registro, funcionários públicos e pessoas que fazem bico.

Se a eleição fosse hoje, Haddad venceria entre pardos (43% a 36%), pretos (53% a 26%), amarelos (44% a 30%) e indígenas (40% a 34%). Porém perderia entre os brancos (36% a 43%).

Mulheres também preferem o petista por 44% a 32%. Outras 20% votariam branco ou nulo. Bolsonaro e Haddad empatam tecnicamente entre os homens.

Entre os evangélicos, 47% votariam em Bolsonaro e 32% em Haddad. O petista tem maioria entre os católicos, 46% a 33%.

O presidente manteria a dianteira, se a eleição fosse hoje, em todas as regiões do Brasil, com exceção do Nordeste, que elegeria Haddad por 57% a 23%. A maior vantagem de Bolsonaro é no Sul: 43% a 32%.

Em relação a faixa etária, Haddad teria maior vantagem entre os mais jovens, chegando a 51% contra 31% entre os que têm de 16 a 24 anos. O petista perderia entre os maiores de 60 anos por 34% a 41%.

Se a eleição fosse hoje, aqueles com ensino fundamental e médio elegeriam Haddad, por 45% a 33% e 42% a 37%, respectivamente. Para quem tem ensino superior, há empate dentro da margem de erro, com 40% de Bolsonaro e 38% de Haddad.

O presidente Bolsonaro venceria em todas as faixas de renda, com exceção daqueles que ganham até dois salários mínimos. Esses de menor renda elegeriam Haddad por 49% a 28%.

Bolsonaro abriria maior distância entre os que ganham de cinco a dez salários mínimos: venceria por 53% contra 27%.

A pesquisa Datafolha ouviu 2.878 pessoas entre 29 e 30 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%.

Fonte: Folha de São Paulo

Emancipalistas pedem apoio da Assembleia Legislativa do Maranhão

Emancipalistas pedem apoio da Assembleia Legislativa para a criação de novos municípios no Maranhão

Deputado Wellington do Curso recepcionou as caravanas de vários lugares do Maranhão

Representantes do Movimento Pró Emancipação – MOPROEMA, que defendem a emancipação de vários municípios maranhenses estão neste momento na Assembleia Legislativa do Maranhão, para pedirem apoio aos deputados estaduais, aceleração nas medidas que estabelece novas regras para a criação de Municípios. Aprovada por uma comissão especial em março, a proposta prevê plebiscito e estudos de viabilidade municipal para criação, incorporação, fusão e desmembramento de Municípios.

O deputado Wellington do Curso fez questão de ir ao encontro do grupo e recepcionou as caravanas de vários rincões do Maranhão e disse que apoia a causa dos emancipalistas.

Município de Independência do Maranhão 

Já bastante antecipado com documentos, estudos de viabilidade econômica, assinaturas dos munícipes, o distrito de Independência, em Peritoró, bem como a comissão de integrantes que estão na Assembleia Legislativa, aguardam apenas uma definição de plebiscito para se consolidarem como o mais novo município do estado, passando a ser chamado de “Independência do Maranhão”.

Gastos

Os defensores da proposta rebatem os argumentos de que novos Municípios vão gerar mais despesas e afirmam que os critérios para emancipação são mais exigentes e vão garantir a sobrevivência dos novos Municípios.

Vídeo: Em seu primeiro discurso, Hélio Soares agradece o povo e os vereadores Astro e Marquinhos

Em seu primeiro discurso no retorno à Assembleia Legislativa, Hélio Soares agradece o povo do Maranhão e os vereadores Astro e Marquinhos

O deputado Hélio Soares (PR) usou a tribuna, na sessão desta terça-feira (4), para saudar o povo do Maranhão e falar de sua felicidade em retornar à Casa e afirmar seu compromisso com os municípios maranhenses.

Hélio Soares em seu longo pronunciamento, disse este é o seu quinto mandato como deputado e está feliz com o seu grupo político e fez questão de agradecer publicamente os vereadores Marquinhos e Astro de Ogum, pelo empenho e apoio que garantiram seu retorno para defender o povo do Maranhão.

“Expresso o meu sentimento de orgulho e de felicidade ao retornar a este Parlamento, após quatro anos de ausência. É um reencontro com colegas e um encontro com aqueles que, pela primeira vez, chegam ao Parlamento estadual. Sejam bem-vindos”, declarou Hélio Soares, agradecendo, também, aos seus eleitores.

Justiça social

O deputado destacou que todos os deputados têm uma missão de extrema responsabilidade nos próximos quatro anos, que é a de representar o povo maranhense, construir leis e fiscalizar os atos da administração pública, com o propósito de promover a democracia e o desenvolvimento do estado com justiça social.

“Temos o desafio de fazer jus a esse sentimento de que o Maranhão, de fato, é outro, pois o país também mudou. Os interesses pessoais não podem estar acima dos interesses da população. Por isso, a leitura que faço aqui é a de que esta Casa precisa resgatar, a cada dia, a credibilidade da classe política, ser parceira do cidadão, ser amiga dos mais de seis milhões de maranhenses, que sonham com dias melhores”, disse Hélio Soares.

Joãozinho Freitas agora é vereador de São Luís

Joãozinho Freitas assume definitivamente na Câmara Municipal de São Luís

Agora vereador em definitivo, Joãozinho Freitas (PTB), foi empossado na última sexta-feira (1), de Fevereiro. Ele assumiu no lugar de Pedro Lucas após sua renúncia para assumir mandato de deputado federal.

Na solenidade ocorrida na sala Vip da Câmara, estiveram presentes o presidente e vice-presidente do Legislativo Municipal, Osmar Filho (PDT) e Astro de Ogum (PR), vereadores, familiares, amigos e representantes comunitários de Joãozinho Freitas. Ele agradeceu primeiramente a Deus e em seguida o povo de São Luís.

“Quero primeiro agradecer a Deus por estar retornando a este parlamento, pois representamos muito bem o PTB. Fico muito grato pela recepção feita pelo presidente Osmar Filho. É um momento impar e uma satisfação imensa estar aqui, agora de fato vereador de São Luís. Espero que nestes próximos dois anos possam da continuidade aos projetos, indicações e requerimentos já encaminhados por mim em outras oportunidades, em destaque o requerimento da reforma da feira do bairro Fialho, recuperação asfáltica dos bairros Vicente Fialho, Matões Turu, construção da praça no Cohajali, além de outros trabalhamos mais comunitário. Vamos trabalhar com projetos voltado para a área do esporte e educação”, finalizou o vereador.

Hoje, segunda-feira (4), de janeiro iniciou os trabalhos na Casa Legislativa, com sessão solenidade de abertura. Na abertura, estiveram presentes além dos vereadores, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e seu vice, Júlio Pinheiro.

Erlanio Xavier é aclamado presidente da FAMEM e prega unidade

 

O novo presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Erlanio Xavier (PDT), prefeito de Igarapé Grande, exaltou a unidade dos gestores maranhenses ao ser aclamado para o comando da entidade num consenso com seu adversário, o ex-presidente Cleomar Tema (PSB), prefeito de Tuntum – agora presidente de honra.

“Com essa união, só quem ganha são os 217 municípios do Maranhão. Os prefeitos e as prefeitas estão confiantes de que vamos fazer um grande trabalho com essa união de todos”, destacou.
O pedetista ressaltou, ainda, o acerto para que Cleomar Tema se juntasse à chapa vencedora, como presidente de honra.
“Todos se elegerem juntos, somo todos prefeitos, todos passando pelas mesmas dificuldades. Já saímos de uma eleição divididos, isso era ruim pra Federação, ruim para os municípios. Agora estamos todos unidos. Contamos com a experiência do Tema, é importante sempre a gente frisar isso, foi presidente três vezes. Ele vai nos ajudar muito em Brasília”, completou.

Absurdo!!! Prefeito Luizinho Barros vai torrar mais de R$ 1 Milhão em peças de veículos

Prefeito Luizinho Barros vai torrar R$ 1.060, 916,35 (Hum Milhão, Sessenta Mil, Novecentos e Dezesseis Reais), com peças para veículos

Prefeitura de São Bento firmou Contrato com a empresa ShopGás para fazer manutenção e troca de peças de veículos das secretarias, contudo, um fato muito estranho chamou a atenção deste blog, a divulgação do contrato no Diário Oficial do Maranhão, só foi lançada, 7 (sete) meses, após a assinatura do mesmo.

O prazo da prestação dos serviços é de 12 (meses), a contar a da assinatura do Contrato, que foi feito no dia 20 de março de 2018, restando apenas 2 (meses), para a conclusão e mesmo assim, a população de São Bento denuncia que as viaturas que prestam serviços ao município estão todas velhas, no prego e sucateadas.

Veja abaixo, o Extrato do Contrato entre a Prefeitura de São Bento e a AG da Cruz Comércio (SHOPGÁS), publicado com um atraso de 7 (sete), meses após assinatura do mesmo.

 

VÍDEO: PREFEITA CONCEIÇÃO CASTRO REALIZA FESTA DE NATAL PARA AS CRIANÇAS

A Prefeita de São Vicente ferrér Conceição Castro juntamente com a organização da Rádio Planície  FM realizou nesta sábado , (15), uma grande festa de Natal para todas as crianças do município.

Como a festa é de Natal, a figura do Papai Noel não poderia faltar. O bom velhinho distribuiu presentes a todas as crianças, o evento contou ainda com a turma da Mônica, tiririca, pula-pula, e a distribuição de brinquedos, salgados e  pirulito.

“Este momento é muito gratificante e único, principalmente pra mim, pois tive o privilégio de ver o sorriso no rosto de cada um recebendo o presente e brincando”, afirmou a prefeita.

DIQUES DE PRODUÇÃO: EM SÃO VICENTE FÉRRER, FAMÍLIAS COMEMORAM FARTURA NA PISCICULTURA

Um dos objetivos dos Diques da Produção é reduzir os índices de insegurança alimentar e de pobreza na região e promover a geração de trabalho, emprego e renda nas comunidades contempladas.

“Nossa comunidade foi beneficiada com esse canal é  a prova do grande benefício está aqui. Estamos despescando o canal e todo mundo está levando peixe para casa. Levar alimento para o pai e mãe de família é uma alegria muito grande para nós. Só temos a agradecer ao nosso governador que teve uma atitude boa com a gente quando nos deu esse canal equipado”, declarou, animada, a prefeita Conceição Castro (PP)

Escândalo!!! Prefeitura de São Bento vai gastar R$ 1,8 milhão em combustíveis

A Prefeitura de São Bento, administrada por Luís Gonzaga Barros, contratou o Posto de Combustível El Shadday, de propriedade de Aldelice Rodrigues Barros Pereira e Florisvaldo Mauro Pacheco Pereira, por cifras milionárias.

Segundo o Diário Oficial, o valor do contrato foi orçado em R$ 1.803.879,00 (um milhão, oitocentos e três mil e oitocentos e setenta e nove reais).

O acordo contratual foi assinado em 14 de setembro de 2018 pelo Secretário Municipal de Finanças, Raimundo Nonato Oliveira Rodrigues.

O Posto El Shadday fornecerá combustíveis por 12 meses à Prefeitura de São Bento.

Veja Agora! Flávio Dino anuncia retorno de Marcelo Tavares e Márcio Jerry ao seu secretariado

O governador Flávio Dino (PCdoB), anunciou na noite de segunda-feira (22), o retorno de Marcelo Tavares (PSB) e Márcio Jerry (PCdoB), ao seu secretariado. Eles devem ficar no cargo até fevereiro, quando assumem os mandatos de deputado estadual e federal, respectivamente.

De acordo com Márcio Jerry, ele volta ao comando da Secretaria de Articulação e Comunicação a partir desta quarta-feira (24) e fica “no máximo até fevereiro”. O presidente do PCdoB, revelou seu interesse de cumprir seu mandato na Câmara Federal.

Já Marcelo Tavares deve permanecer de forma definitiva na Casa Civil, o que beneficiaria Edivaldo Holanda (PTC), o socialista também assume na quarta-feira.

Flávio Dino anunciou que demais mudanças no seu secretariado devem ser anunciadas, após a definição da disputa presidencial ou devem ficar para a partir de 2019.

Dentre os ex-secretários que disputaram a eleição, apenas Simplicio Araújo (SD) e Julião Amin (PDT), não alcançaram a vitória.