Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

Felipe Camarão e Paulo Victor confirmam a parceria que deu certo

O secretário de Educação Felipe Camarão tem realizado ao lado do vereador Paulo Victor, uma parceria de confiança, responsabilidade e cuidado não somente em São Luís, mas para todos os maranhenses.

A grande transformação do ensino em todo o estado foi destaque nas redes sociais de Paulo Victor, que declarou seu apoio incondicional a Camarão, pré-candidato a deputado federal.

“Com empatia e muito amor pela causa, vamos construindo um novo capítulo nessa história e deixando no passado escolas de taipa para que Escolas Dignas sejam construídas”, afirmou o vereador.

Ambos tem muito em comum, inclusive o sentimento de transformação que os une e é refletido em ações de muito trabalho pelos maranhenses.

Cantanhede: Famílias são contempladas com o Programa Auxílio Brasil

Prefeito Zé Martinho o kabão

A Prefeitura de Cantanhede, através da Assistência Social, informou que o Governo Federal zerou a fila de espera do Programa Auxílio Brasil (PAB) e contempla 584 famílias no município.

Assim que o Auxílio Emergencial começou a ser pago, em abril de 2020, o benefício tinha data para acabar em dezembro do mesmo ano, sendo prorrogado até outubro de 2021.

Com o encerramento do Auxílio Emergencial, o novo Programa Auxílio Brasil chegou para substituir o Bolsa Família, sendo aprovado no dia 2 de dezembro de 2021, através da aprovação da Medida Provisória.

Mais um grande acerto do prefeito Zé Martinho, o Kabão, o município de Cantanhede novamente é destaque nacional através da sua gestão que atende a toda população com excelência e responsabilidade.

Vídeo: Relator da CPI do transporte coletivo de São Luís quer tornar público a planilha de custos do sistema

O vereador Álvaro Pires (PMN), que é o Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que investiga o sistema de transporte coletivo da Capital foi pessoalmente ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís – SET, protocolar ofício na qual solicita, num prazo de 5 (cinco) dias, o Demonstrativo detalhando o faturamento total e específico das concessionárias ao longo da vigência dos contratos de licitação; as Planilhas de custo do Sistema de Transporte Coletivo Urbano, por consórcio e a Relação de toda frota com placa e número dos veículos do sistema de São Luís com a idade dos mesmos.
Ele foi também à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT, protocolizar outro documento, na qual solicita com urgência, ao órgão, relatórios de consultorias, planilhas, estudos, pareceres e demais documentos que a empresa CONSULTTRANS – CONSULTORIA ESPECIALIZADA LTDA, tenha realizado desde o período da licitação até os atuais.

 

“É primordial que saibamos o que consta na planilha de gastos que compõe a tarifa do transporte coletivo de São Luís. Precisamos saber o preço de um parafuso que vai num veículo, precisamos saber quanto é pago por uma peça de recomposição, precisamos saber quanto custa um pneu, quanto custa um funcionário para o sistema, enfim, o usuário que paga a conta, que paga a passagem precisa saber o que está pagando além de uma simples viagem”, disse Álvaro Pires.
O vereador que analisar os estudos de cálculo dos reajustes tarifários concedidos pelo Município de São Luís, durante a vigência do contrato mediante aplicação da fórmula paramétrica; detalhando a evolução dos índices; Estudos para a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato; Memória de cálculo do subsídio concedido pelo Poder Concedente; Relatório de providências tomadas visando a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato, resultados obtidos e sua eficácia.
O relator da CPI informou à imprensa, que o fundamental neste processo é saber os custos financeiros de todo o sistema, para saber o que realmente falta para São Luís ter um transporte coletivo à sua população que paga a conta.
“Nesta CPI, não estamos aqui para sermos heróis, não estamos “caçando bruxas” e nem em busca de holofotes, nosso objetivo principal é saber, entender por que São Luís não tem um bom sistema de transporte coletivo, nossa meta é atender o povo de São Luís, é atender o usuário que paga a conta, aquele que paga, às duras custas, uma passagem cara e não tem um mínimo de conforto, este é o nosso trabalho”, finalizou o relator.

Vendedor de carros aplica golpes em consumidores de São Luís

Rabelo Vendedor de Carros Usados

O vendedor de carros usados Marivaldo Santos Rabelo, tem aplicado diversos golpes em seus clintes da capital de São Luís. O crime mais recente foi contra um senhor que não quis se identificar, ele acabou comprando um carro da mão do empresário e nunca recebeu o pagamento do veículo.

O que se tem conhecimento é de que Rabelo não tem mais moral junto aos consumidores de São Luís, que já conhecem bem a sua fama de trambiqueiro, tolo é quem ainda tem coragem de cair na lábia desse pilantra.

Rabelo é tão enrolado e sem credibilidade que já até perdeu a sua loja na Holandeses e, mesmo quebrado, o empresário continua aplicando golpes em usuários de carros usados com muita frequência. Fiquem de olho e não comprem veículos da mão desse criminoso.

Veja Agora: Partida solidário reúne parlamentares, secretários e lideranças em prol da solidariedade na capital maranhense

O deputado estadual e pré-candidato a deputado federal, Fábio Macedo e o vice-governador e pré-candidato ao governo do estado, Carlos Brandão, realizaram um jogo beneficente dos Amigos de Brandão x Amigos de Fábio Macedo, na manhã do último  domingo, 09, no Barca Futebol Clube, em São Luís.

Juntos, angariaram cestas básicas que foram doadas pra Cruz Vermelha no Maranhão. Foi um momento entre eles, testados para a covid-19, bem de saúde, em espaço aberto e que não perdeu o foco: ajudar.

Em conversa com o blog, o deputado estadual Fábio Macedo, destacou o evento como um momento de interação, além de contribuir com alimentos para atender a ação social do estado.

Entre os Presentes estava também o Secretário de Esporte e lazer Rogério Cafeteira que Ratificou ao titular deste blog que esporte Também é Solidariedade.

Veja Agora  as fotos do evento abaixo:

Absurdo: Maura Jorge chama professores de “politiqueiros” em Lago da Pedra

Prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, chamou os professores da rede municipal de “politiqueiros, após supostas irregularidades no rateio do abono da sobra do Fundeb.

O Sindicato da categoria se manifestou, por meio de nota, repudiando veementemente a postura da gestora e da Secretaria de Educação sobre o caso.

“Não estamos aqui por questões de política partidária e sim por questão de política pública cobrando que se cumpra a Lei de reateio DO FUNDEB, um recurso que é de fato e de direito nosso”, frisou o órgão que representa a categoria.

Segundo o sindicato, a sobra do FUNDEB de 2021 seria calculada com bases nos recursos desse fundo, conforme se verifica nos dados obtidos pela Confederação Nacional dos Municípios, obtidos através do Tesouro Nacional e pelo Ministério da Educação, estima-se que esses valores chegariam há mais de R$ 42 milhões e 297 mil. Desse montante, algo em torno de R$ 30 milhões, seriam o equivalente aos 70% do montante recebido pelo município e todo esse montante deve ser gasto exclusivamente com aumento de salários e a remuneração de professores em Lago da Pedra.

Ainda de acordo com a classe, daria para ser pago a cada professor uma média de R$ 6 a R$ 8 mil reais para professor de 20 horas e de R$ 12 a R$ 16 mil para professor de 40 horas. “Nós, professores e professoras, somos quem tomaremos as medidas cabíveis dentro das leis quanto aos desvios de verbas do Fundo de Desenvolvimento de Educação Básica no município de Lago da Pedra. Não falamos em atrasos de pagamentos e sim de desvios das verbas desses pagamentos, mês a mês durante todo o ano de 2021”.

Leia abaixo:

Os professores e professoras de Lago da Pedra vêm a público repudiar a postura da prefeita Maura Jorge e da Secretaria de Educação ao chamar a categoria dos professores de politiqueiros.

Não estamos aqui por questões de política partidária e sim por questão de política pública cobrando que se cumpra a Lei de RATEIO DO FUNDEB, um recurso que é de fato e de direito nosso.

A sobra do FUNDEB de 2021 seria, segundo estimativas calculadas com bases nos recursos desse fundo, conforme se verifica nos dados obtidos pela Confederação Nacional dos Municípios, obtidos através do Tesouro Nacional e pelo Ministério da Educação, estima-se que esses valores chegariam há mais de 42 milhões e 297 mil reais, desses mais de 42 milhões, algo em torno de 30 milhões de reais, seriam o equivalente aos 70% do montante recebido pelo município e todo esse montante deve ser gasto exclusivamente com aumento de salários e a remuneração de professores em nosso município. Nesse caso, daria para ser pago a cada professor uma média de 6 a 8 mil reais para professor de 20 horas e de 12 a 16 mil reais para professor de 40 horas.

Isso seria possível uma vez que os gastos do fundeb foram muito pouco durante este ano atípico de pandemia, sem falar que o nosso município passou mais de 6 meses sem se quer fazer contratações de professores para atuarem nas escolas. Investiremos dos nossos próprios recursos para cobrar da gestão municipal e Câmara de Vereadores respeito e compromisso para com a nossa classe e a comunidade em geral.

Nós, professores e professoras, somos quem tomaremos as medidas cabíveis dentro das leis quanto aos desvios de verbas do Fundo de Desenvolvimento de Educação Básica no município de Lago da Pedra.

Não falamos em atrasos de pagamentos e sim de desvios das verbas desses pagamentos, mês a mês durante todo o ano de 2021.

É obrigação desta Secretaria pagar em dia os salários dos servidores e, portanto, não precisa se orgulhar de se cumprir o que é de direito e obrigação.

Temos um Plano de Cargos e Carreiras com tabela salarial na qual a maioria dos professores recebem por ela e uma outra pequena parte, de forma injusta, recebe acima dessa tabela, desviando assim as sobras dos recursos para pessoas que nem se quer fazem parte dessa Secretaria.

A pergunta que não quer calar: para onde vai o dinheiro desses servidores que recebem a mais? Para eles mesmos, ou seria um tipo denominado RACHADINHA?

A própria Secretaria de Educação informou estes valores ao SIOP (Sistema de Transparência Federal). Se existem essas informações lá, a Secretaria de Educação que enviou a informação é, portanto, a mesma que deve responder por essas contas que não batem e não nós professores.

No ano de 2021, não houve: PROGRESSÃO, PROMOÇÃO, TITULAÇÃO, MUDANÇA DE CLASSE E NÍVEIS.

Os vereadores pouco se importam com professores ou a comunidade em geral. Prova disso foi as escolas funcionarem até o mês de agosto sem professores para cumprir a carga horária dos discentes.

Não permitiremos que a Secretaria de Educação e a Gestão Pública de Lago da Pedra tratem com tamanho desrespeito nossa categoria e a comunidade em geral.

Que a Secretaria de Educação e a Gestão pública municipal respondam por tantas falácias. A comunidade não é cega.

Respeite a classe dos professores, GOVERNO DE MÍDIA!!!

Por: Neto Ferreira

Ivaldo Rodrigues acompanha Rodrigo Lago durante entrega de cestas básicas para a população do polo Turu

Na última quinta-feira (6), Ivaldo Rodrigues, secretário adjunto da Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (SAF), esteve acompanhando o titular da pasta, Rodrigo Lago, durante entrega de cestas básicas para a população do polo Turu, em São Luís.

A ação faz parte do Programa Comida na Mesa, realizado neste âmbito em parceria com a Fundação Banco do Brasil e o Governo do Maranhão por meio do Sistema Saf. As cestas são compostas por alimentos da agricultura familiar maranhense.

Centenas de famílias dos bairros Vila Luizão e Divinéia foram beneficiadas com os alimentos, que faz diferença na vida da população, principalmente neste momento delicado da pandemia da Covid-19, que continua atingindo o mundo todo.

O governador, Flávio Dino, e o vice-governador, Carlos Brandão, não medem esforços para tentar melhorar a vida de quem mais precisa, e principalmente de quem tem fome no Maranhão.

Prefeitura de Ribamar cancela Carnaval e suspende Feirinha

A Prefeitura de São José de Ribamar cancelou, por meio dos decretos 4.636 e 4.637/2022, as festividades de Carnaval e Lava Pratos 2022 no município, devido ao aumento de casos de Covid-19 e do surto de síndromes gripais.

Além das festividades carnavalescas, a prefeitura suspendeu as atividades da Feirinha Ribamar, que aos domingos promove cultura, artesanato, hortifruti e a gastronomia do município.

A decisão do prefeito Dr. Julinho visa evitar aglomerações públicas e o descontrole sanitário na cidad. “Em reunião com a nossa equipe de governo, decidimos cancelar o Carnaval, Lava Pratos 2022 e suspender a Feirinha em nossa cidade para garantir que o vírus não avance”, disse.

Além do carnaval promovido pela prefeitura, a administração municipal editará decreto para controlar e regulamentar os eventos privados no município, e manterá uma equipe de fiscalização formada pela Blitz Urbana, Guarda Municipal, Secretaria de Meio Ambiente e Vigilância Sanitária para garantir o cumprimento da determinação.

“Montamos uma força tarefa para fazer cumprir a Lei e obedecer ao decreto editado pelo prefeito Dr. Julinho. O objetivo dessas medidas é preservar o maior bem que temos, a vida”, disse José Antônio, secretário de Meio Ambiente.