Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

Prefeito Eduardo Braide cancela carnaval em São Luís e promete auxílio para carnavalescos

No final da manhã desta quarta-feira (5), o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), divulgou, em suas redes sociais, que não haverá realização oficial do Carnaval na capital maranhense, em razão de um aumento na testagem de Covid-19.

No anúncio, Braide também informou, sem maiores detalhes, que a Prefeitura dará um auxílio para as pessoas que dependem financeiramente do Carnaval.

“A vida em primeiro lugar! Por conta do aumento de casos de Covid, 10% dos testes positivos, decidi pelo cancelamento do Carnaval de São Luís este ano. Teremos um auxílio pra quem faz o nosso carnaval, que será anunciado nos próximos dias. Nossa missão é cuidar das pessoas!”, escreveu o prefeito.

Em São José de Ribamar, mais de 300 famílias serão beneficiadas com a 3ª etapa do Auxílio Cidadão

A partir do dia 7 de janeiro, a prefeitura de São José de Ribamar vai começar a pagar a 3ª etapa do Auxílio Cidadão. Mais de 300 famílias serão beneficiadas, com o valor R$ 360,00, que serão pagos em três parcelas de R$ 120,00. Os dados dos beneficiados foram retirados do Cadastro Único do Governo Federal.

Com mais essa etapa, o total de beneficiados com o programa chega a 5.646 pessoas. A meta é atender 10 mil famílias da Cidade Balnearia. Os cartões são entregues nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), de acordo com cada região.

O Auxílio Cidadão se soma a outras medidas adotadas pela prefeitura para atenuar os efeitos da pandemia, junto à população de baixa renda. Além de ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade, o Auxílio movimenta a economia ribamarense, pois o dinheiro do programa só pode ser gasto em estabelecimentos da cidade, que fazem parte da rede credenciada.

Para receber o benefício é preciso obedecer aos seguintes critérios:

• Cadastro atualizado nos últimos dois anos;

• Renda média familiar no valor de até R$ 178,00;

• Família não beneficiária do Bolsa Família;

• Residir no município de São José de Ribamar.

Vídeo: Ex-governadora Roseana Sarney sugere ajuda do Exército para amenizar sofrimento causado pelas chuvas

A ex-governadora Roseana Sarney, utilizou suas redes sociais para sugerir que as autoridades se mobilizem e convoquem o Exército Brasileiro para ajudar as pessoas atingidas pelas fortes chuvas, que estão trazendo estragos para algumas cidades maranhenses.

De acordo com Roseana, o Exército possui equipamentos, estrutura e experiência para lidar com esse tipo de catástrofe. A ex-governadora também lembrou quando esteve à frente do Governo do Estado e recebeu um grande auxílio do Exército para enfrentar as enchentes que assolavam o Maranhão na época.

“O Exército Brasileiro tem efetivo em São Luís e Imperatriz para ajudar as pessoas atingidas. Quando assumi o Governo em 2009, ele nos prestou uma grande ajuda para enfrentarmos as enchentes naquele ano, o Maranhão virou um mar de enchentes. Aqui deixo minhas solidariedade a todas as famílias que estão sofrendo com essas inundações”, declarou Roseana Sarney.

Deputado Federal Josimar, busca ajuda para conter estragos causados pelas enchentes no Maranhão

O Presidente Jair Bolsonaro com o seu correligionário Deputado Federal Josimar

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), informou que protocolou junto ao Ministério da Cidadania e o Ministério do Desenvolvimento Regional, mais auxílio para conter os danos provocados pelas fortes chuvas que atingem alguns municípios do Maranhão.

 

Nos últimos dias, muitas cidades estão completamente alagadas e seus moradores sofrendo perdas materiais, além da integridade física e emocional abaladas; a cidade de Mirador é a que mais está sendo afetada, há dias a população está sendo castigada pelas fortes chuvas e obrigadas a saírem de suas casas por conta do alagamento.

“Protocolei via gabinete, solicitações de apoio aos Ministérios da Cidadania e do Desenvolvimento Regional. Buscaremos o máximo de ajuda aos nossos municípios que estão sendo afetados. É nosso compromisso”, enfatizou o deputado federal Josimar.

Escândalo!!!!!! Prefeito frauda licitação e contrata loja de lubrificantes para fornecer material gráfico

Prefeito Mecinho

A ‘Digadam’ foi contratada para prestação de serviços gráficos por dispensa de licitação, mas no endereço da empresa, em vez de gráfica, funciona loja de lubrificantes e ferramentas.

No endereço que deveria funcionar uma gráfica, existe uma loja de lubrificantes e ferramentas.

No endereço que deveria funcionar uma gráfica, existe uma loja de lubrificantes e ferramentas.

Mais uma grave denúncia que aponta para desvio de dinheiro pública na prefeitura de São João Batista sob a gestão senhor Emerson Livio Pinto, o “Mecinho” (PSC). Desta vez, o prefeito contratou uma empresa de lubrificantes e ferramentas para “vender” material gráfico à prefeitura.

E pior, a contratação feito por meio de quatro dispensas de licitações aconteceu no mesmo ano a qual somadas ultrapassam muito o valor permitido na Lei 8.666/93 – que é de apenas R$ 17.200,00.

A empresa que abocanhou o dinheiro da prefeitura foi a “Cutrim e Correa LTDA”, de nome fantasia “Digadam”.

Apuração do Blog do Blog junto a Receita Federal constatou que a ‘firma’ está registrada na Rua Quarenta e oito, nº 18, Bairro de Fátima em São Luís. Em nome de Gabriel Correa Cutrim e Diogo Correa Cutrim.

Blog foi até o local de registro conferir se de fato no endereço funciona uma gráfica, e então veio a surpresa: a loja vende apenas produtos como ferramentas e lubrificantes para veículos.

O esquema feito na gestão “Mecinho” burlou a lei de licitações e favoreceu a empresa “Digadam” – que tem como atividade principal “comércio varejista de materiais de construção em geral”.

– Detalhes

No dia 05 de janeiro de 2021, quatro secretarias municipais (Administração, Saúde, Assistência Social e Educação) autuaram quatro diferentes processos licitatório (nº 012/2021, nº 013/2021, nº 014/2021 e nº 015/2021), respectivamente nos valores de R$ 16.830,00; R$ 16.650,00; R$ 16.725,00 e R$ 16.466,00. Todos com o mesmo objetivo: aquisição de material gráfico,

As pesquisas de preço de mercado foram raizadas por servidores públicos diferentes de cada secretaria, e pasmem, por muita “coincidência”, fizeram a pesquisa com as mesmas empresas: 1 – Cutrim e Corrêa LTDA, 2 – Gráfica e Editora LTDA – GRÁFICA CERTA”, e 3 – Pinheiro e Silva Comércio Ltda, e em todas elas, a empresa Cutrim e Corrêa LTDA, por mais uma “coincidência”, apresentou o suposto menor preço.

Ocorre que o município jamais poderia ter firmado quatro contratos de mesmo objeto por dispensa de licitação, pois a lei determina que seja realizado o devido processo licitatório, sendo a divisão da compra do material gráfico em quatro processos diferentes considerada fragmentação de despesa para burlar o dever de licitar, o que demostra o objetivo claro em fraldar o procedimento para favorecer a empresa Cutrim e Corrêa LTDA.

Além disso, os quatro processos apresentam fortes indícios de montagem de processo, com pesquisa de preços semelhantes, apesar de realizadas por pessoas distintas, em secretarias diferentes.

– Notas frias

Uma simples investigação dos órgãos de controle e fiscalização de recursos públicos tais o Ministério Público, Polícia Federal e, também, da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate a Corrupção (SECCORconseguem identificar que o prefeito “Mecinho” utilizou da prática de notas fiscais fictícias ou “frias”, que são aquelas nas quais os serviços declarados não são prestados ou os produtos discriminados não são não são entregues.

Por: Domingos Costa 

Coronel Abrantes e Subtenente Reginaldo ambos de Guimarães, são promovidos na Polícia Militar

Tenente Coronel Abrantes e seu irmão Major Leandro

Tenente Reginaldo comandante do destacamento da cidade de Guimarães com o pré candidato a vereador de Guimarães Ricardo Guerreiro

Durante solenidade de promoção realizada nesta segunda-feira (03), em São Luís, o subtenente Reginaldo e o major Abrantes receberam promoções para tenente e tenente coronel, respectivamente.

Tenente Reginaldo, natural da cidade de Guimarães, é atualmente comandante do destacamento do município e presta um serviço ímpar para a sociedade.

Já o agora tenente coronel Abrantes, de 46 anos, atua na função de subcomandante do Primeiro Batalhão na área do Anjo da Guarda, e é um grande líder político no município de Guimarães, onde tem forte aliança com Fernanda Guerreiro, pré-candidata a deputada estadual, sendo um dos integrantes do seu grupo na cidade.

Na capital maranhense, Abrantes exerce sua função com competência e profissionalismo, ao lado do seu irmão major Leandro, que faz parte da cúpula do Comando Geral.

O BLOG VEJA AGORA parabeniza o tenente Reginaldo e tenente coronel Abrantes pela conquista, o município de Guimarães está bem representado na Polícia Militar do Maranhão.

Secretário Rogério Cafeteira completa mais um ano de vida

Hoje, 03 de janeiro, é dia do secretário do Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira, soprar as velinhas. O BLOG VEJA AGORA aproveita a oportunidade para, não somente patabenizá-lo pelo seu dia, mas por tudo o que vem fazendo pelo nosso estado.

Rogério Cafeteira tem feito um grande trabalho nos municípios maranhenses, sendo reconhecido como um dos secretários mais atuantes da equipe de governo de Flávio Dino. Prova disso é sua grande aceitação e reconhecimento por parte da população que já vê Cafeteira como o próximo deputado estadual do Maranhão.

O BLOG deseja saúde, felicidades e um ano de 2022 repleto de grandes conquistas ao nobre secretário.

Veja o Caso do jovem negro agredido por casal em Açailândia é destaque no Fantástico

O caso do jovem negro, Gabriel da Silva Nascimento, de 23 anos, agredido por um casal em Açailândia ganhou destaque no Fantástico, da TV Globo, neste domingo (2).

As agressões ocorreram no início do dia 18 de dezembro de 2021, quando o jovem ia para uma confraternização da empresa na qual trabalhava. Câmeras de segurança gravaram o momento em que Gabriel estava saindo de casa em seu carro, quando é surpreendido e brutalmente agredido pelo casal identificado como Jhonnatan Silva Barbosa e a dentista Ana Paula Vidal.

Os roxos e cortes no rosto e no pescoço não foram as únicas marcas que ficaram na vítima. Ele também acabou se mudando do imóvel, três dias depois do crime, porque ele pertence à família da mulher que o agrediu junto com um homem.

Os autores das agressões também moram no prédio. Segundo as imagens, Gabriel é derrubado, sofre chutes, pisões, tapas e Ana Paula põe os joelhos na sua barriga, enquanto Jhonnatan pisa em seu pescoço. A sessão de espancamento só para quando um vizinho avisa que a vítima é moradora do prédio e dono do carro de onde foi retirado.

No dia das agressões, Gabriel foi à delegacia para fazer um boletim de ocorrência, mas em três tentativas diferentes, ele foi informado de que o sistema estava fora do ar. Por isso, só conseguiu registrar a queixa no dia seguinte, o que impediu a prisão em flagrante dos agressores. Até agora, nenhum deles foi ouvido pela polícia.

Jhonnatan Silva Barbosa, o agressor, já foi condenado pela Justiça por ter atropelado e matado um senhor de 54 anos, em 2013. Ele foi condenado a 2 anos e 8 meses de prisão, que foram convertidos em serviços comunitários e multa de um terço de um salário mínimo. O Fantástico encontrou Jhonnatan, mas a pessoa que se identificou como tio dele informou que o sobrinho não daria entrevista. Em nota, Ana Paula Vidal, também agressora, pediu desculpas e disse que não teve uma atitude racista.

Para o advogado de Gabriel, o racismo é evidente: “Foi um caso de racismo. Muitas vezes se busca, para a caracterização de um episódio claro de racismo, a verbalização, a utilização de palavras que denotem o preconceito racial, mas isso não é o padrão brasileiro, baseado em racismo estrutural”, defende o advogado Marlon Reis.

Este é o mesmo entendimento de José Carlos Silva de Almeida, da ONG Justiça nos Trilhos: “A partir do momento que eles olham o Gabriel, enxergam nele um bandido, um ladrão. Estão fazendo juízo de valor baseado na cor da pele, na vestimenta dele. Isso é racismo”, diz.

Gabriel havia comprado o carro há 2 meses. Ele se mudou do prédio que morava porque ele pertence à família de Ana Paula. Com medo, ele teve acompanhamento da polícia para retirar seus pertences de lá.

Foi aqui que eu achei que iria morrer. É no momento que ele sobe em cima de mim, junto com ela, com os joelhos… Ali é sufocante, porque ela manda ele me imobilizar, pisando no meu pescoço. Eu me senti sem ar. — Gabriel da Silva Nascimento, vítima de agressões em Açailândia