Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

São Bento: Junivalber, vulgo Junior Pinheiro, destila seu veneno em grupos de WhatsApp, chegando a ofender até famíliares de participantes; Veja Agora áudios e imagens chocantes

Junivalber de Jesus Silva Pinheiro, vulgo Junior Pinheiro

 

A cidade de São Bento, na Baixada Maranhense, está sendo palco de um lamentável episódio de misoginia, preconceito e ódio propagado pelo pré-candidato a vereador, Junivalber de Jesus Silva Pinheiro, mais conhecido como Junior Pinheiro. O líder jovem, que deveria representar os interesses de todos os cidadãos, está disseminando comentários deploráveis em grupos de WhatsApp, que têm chocado e indignado a população local.
Confira os áudios chocantes com palavreado chula:
Entre as várias declarações ofensivas de Junior Pinheiro, destaca-se o seu profundo desrespeito pelas mulheres. Ele tem feito comentários preconceituosos e misóginos, mostrando um completo desprezo pela dignidade e pelos direitos das mulheres. Suas palavras são chocantes e revelam um comportamento machista e agressivo, que não pode ser tolerado em uma sociedade civilizada e democrática.
É inaceitável que um homem público, que se coloca como um representante dos interesses da população, trate as mulheres com tanto desrespeito e falta de consideração. As mulheres são metade da população e merecem ser tratadas com respeito e dignidade, não como objetos de desprezo e deboche. A misoginia de Junior Pinheiro é um reflexo da cultura machista e patriarcal que ainda permeia muitos espaços da sociedade brasileira, e precisa ser combatida com veemência.
Confira como Junior Pinheiro se refere a esposa de um dos participantes de um grupo de WhatsApp de São Bento:

Print do grupo de WhatsApp: NA HORA DA VERDADE

Não podemos permitir que homens que pretendem chegar ao poder como Junior Pinheiro perpetuem o ciclo de violência e desrespeito contra as mulheres. É preciso que a sociedade se mobilize e denuncie esses comportamentos, para que sejam punidos de acordo com a lei. É fundamental que as mulheres sejam empoderadas e tenham suas vozes ouvidas e respeitadas, para que possam ocupar seu lugar de direito na sociedade.
Segundo fontes, bem posicionadas ao blog, Junior Pinheiro já foi detido por espancar covardemente sua companheira.

Junior Pinheiro na Delegacia detido supostamente por agredir companheira

 

Por tanto, a misoginia de homens públicos como Junior Pinheiro é um grave problema que precisa ser enfrentado. A sociedade deve repudiar e denunciar qualquer tipo de comportamento machista e agressivo contra as mulheres, e lutar por uma sociedade mais igualitária e justa para todos. Não podemos permitir que a violência e o desrespeito contra as mulheres continuem a ser naturalizados e banalizados em nossa sociedade.
Confira alguns número que estão atrelados no CPF do dito cujo, Junior Pinheiro: