Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

Polícia Federal deve fazer operação na Secretaria de Educação de São Luís

A Justiça Federal afirma que Moacir Feitosa deixou de comprovar a regularidade de aplicações de milhões de reais, quando foi Secretário de Educação de São Luís no período 2009 e 2010

Secretário Moacir Feitosa é Réu na Justiça Federal

A Justiça Federal acusa o atual secretário de educação da gestão Edivaldo Holanda Júnior (PDT), Moacir Feitosa, de não aplicar corretamente os recursos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvido da Educação) para aplicação no PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), o dinheiro era para a merenda escolar das crianças de São Luís.

O período que foi constatado a não aplicação dos recursos foi de 01/01/2009 e 25/03/2010.

O secretário enfrenta um desgaste com a classe dos professores, a secretaria não paga fornecedores e prestadores de serviços e esta acusação pode desencadear uma Operação da Polícia Federal, nos próximos dias.

A gestão do prefeito Edivaldo está indo de mal a pior e com péssimos gestores à frente dos órgãos municipais. Desvios e investigações estão sendo efetivados em quase toadas a secretarias do município.

Réu na Justiça Federal, o secretário Moacir Feitosa não reúne mais elementos para permanecer no cargo que exerce no município, a acusação do Ministério Público é de desvios de dinheiro da Merenda Escolar, o prefeito Edivaldo tem que tomar uma medida urgente.

 

Prefeitura de São Luís vai pagar quase R$ 3 milhões para universidade mineira

A Secretaria Municipal de Educação, por intermédio do secretário Moacir Feitosa (PDT), vai pagar milhões em criação de banco de dados 

A SEMED firmou o contrato milionário com Dispensa de Licitação, e o contrato terá uma vigência de 12 meses.

Segundo a SEMED, a contratação de instituição especializada em Avaliação Educacional em larga escala para a realização e implantação em 2017 do SIMAE/SL – Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís que compreenderá: Avaliação Diagnostica, Avaliação Somativa, Constituição do Banco de Testes, Desenvolvimento Profissional e Monitoramento dos Processos de Gestão.

VIGÊNCIA: O contrato terá vigência de 12 (doze) meses e poderá ter sua duração prorrogada por iguais e sucessivos períodos com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosas para administração, limitada a 60 (sessenta) meses, se for de interesse das partes, conforme art.57, inciso II da Lei 8.666/93.

Vereador Umbelino diz que Moacir Feitosa é incoerente e imaturo

Secretário Moacir Feitosa em entrevista na Mirante AM

Em entrevista ao Blog, o vereador Umbelino Júnior (PPS), disse que o secretário municipal de educação, Moacir Feitosa, é no mínimo incoerente e imaturo, porque a coletividade na lei está acima dos interesses pessoais.

A declaração foi feita por Umbelino, após ser informado, por parte da imprensa que o secretário Moacir Feitosa teria dito que a greve por parte do sindicato dos professores tem cunho pessoal.

Ainda segundo o vereador, o secretário de educação não poderia de forma alguma, mesmo que fosse pessoal, deixar crianças sem aulas e sem  a ausência de políticas públicas acarretam a falta de atenção por parte do município.

Umbelino comparou ainda a morte das crianças na zona rural de São Luís, com o que ocorre na educação municipal falta de empenho e ausência de políticas públicas.