Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

Veja Agora o vídeo que Romeu Zema confirma chegada de Lahesio Bonfim para o Partido Novo

 

O Governador de Minas Gerais e principal liderança do Partido Novo no Brasil, Romeu Zema confirmou neste sábado (18), em entrevista coletivaque o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes e ex-candidato a governador do Maranhão Lahesio Bonfim se filiará à legenda.

O acerto foi feito após uma reunião a portas fechadas entre os dois, em um hotel de São Luís, da qual participaram, ainda, o presidente do diretório nacional do Novo, Eduardo Ribeiro, e o presidente da sigla no Maranhão, Leonardo Arruda.

“Eu já conhecia o Lahesio. Tive contato com ele durante o ano de 2022, tomei conhecimento do trabalho que ele fez à frente do município [de São Pedro dos Crentes], com excelentes indicadores. O município de São Pedro teve um avanço extraordinário em todos os indicadores: da saúde, da educação. E isso demonstra que um trabalho mais técnico, mais profissional, na política, produz resultados. Porque muitos políticos, infelizmente, no Brasil, são eleitos para distribuir favores e não para fazer gestão. Então, o Lahesio tem uma postura diferente, que eu apoio, que eu gosto e tivemos, aqui, mais uma conversa com ele e ficou decidido pela adesão dele ao Partido Novo”, destacou Zema ao anunciar a filiação.

O governador mineiro confirmou, ainda, que a entrada de Lahesio no partido tem o objetivo de torná-lo candidato, seja em 2024, ou em 2026 – no que seria uma segunda tentativa do ex-prefeito de chegar ao Governo do Estado.

“A partir de agora, nós teremos na pessoa do Lahesio um futuro candidato do nosso partido, representando essa gestão técnica, feita de gente competente, não de apadrinhados, que é a proposta que nós sempre acreditamos”, disse.

Ao destacar a chegada do novo aliado, Leonardo Arruda, presidente do diretório estadual do partido, lembrou que Bonfim foi o segundo colocado na corrida estadual em 2022, ultrapassando o senador Weverton Rocha (PDT) em quase 150 mil votos.

“Isso [qual candidatura assumir] fica para ser amadurecido no decorrer da caminhada. Nós sabemos que a posição dele, em segundo lugar na última eleição, o gabarita para postos como prefeitura, como Governo do Estado, mas é tudo um projeto que está iniciando e a gente precisa ver como isso vai ser destrinchado nos próximos meses”, pontuou.

Do: Imirante