Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

Líder de esquema criminoso que atuou em Paço do Lumiar declara apoio a Neto Evangelista

_Adesão de Erlanânio Xavier ao pré-candidato do DEM coloca filho do saudoso João Evangelista no caminho da perdição_

Sem nenhuma novidade ou proposta em sua campanha, o deputado Neto Evangelista, pré-candidato do DEM à Prefeitura de São Luís, tem pelo menos uma inovação: está pedindo declarações públicas de prefeitos e outras lideranças políticas do interior do Estado, sem nenhum vínculo com a capital maranhense. Foi o que aconteceu no início dessa semana, quando o enrolado prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), que é presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), declarou um certo “total e irrestrito apoio” ao democrata, durante postagens nas redes sociais.

Erlânio Xavier é figura conhecida na política e no submundo do crime por conta de envolvimento numa série de ‘maracutaias’, algumas delas, inclusive, chegaram a ser investigadas pela Polícia Federal. Uma coisa os dois têm em comum: são ‘paus mandados’ do senador Weverton Rocha (PDT), que agora ‘encasquetou’ que quer porque quer ser governador do Maranhão com o apoio das suas ‘marionetes’, entre elas: o filho do saudoso João Evangelista e o dirigente da Famem.

Como as pesquisas não indicam crescimento de Neto Evangelista, a saída encontrada por Weverton Rocha foi de que, daqui pra frente, os aliados do interior irão declarar apoio ao seu projeto na capital, que, pelos indicadores dos levantamentos, tende a naufragar, fazendo o grupo pedetista ‘arrumar a mala’ para deixar o poder municipal que já comanda há quase três décadas.

DIZ-ME COM QUEM ANDAS….
Aquela máxima dos nossos avós de que “diz-me com quem andas, que te direi quem tu és”, pode acarretar em sérios problemas para o imberbe candidato do DEM. Vamos aos fatos:

Na ensolarada tarde do dia 26 de outubro de 2012, então vice-prefeito eleito do minúsculo município de Igarapé Grande, Erlânio Furtado Luna Xavier (PDT), foi autuado pela Polícia Federal. Ele estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, no bojo da Operação Allien, que desarticulou uma quadrilha que atuava na prefeitura de Paço do Lumiar. Erlânio, segundo inquérito da PF, era um dos líderes da quadrilha alvo das investigações.

O sistema de monitoramento eletrônico constatou que Erlânio descumpriu as medidas cautelares impostas pela Justiça de recolhimento à sua residência no período noturno. Na época, ele havia viajado e, ao chegar a São Luís, foi autuado no ‘Chalé Pousada Residente’, no bairro do Olho D’Água.

Ele foi localizado por uma equipe de agentes federais e conduzido à Superintendência Regional da Polícia Federal na capital, onde foi autuado pelo crime de desobediência. Por conta disso, quase teve seu pedido de prisão preventiva decretado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Apesar do flagrante de crime de desobediência, o mesmo continuou por um bom tempo sendo monitorado eletronicamente pela Polícia Federal.

NETO NO CAMINHO DA PERDIÇÃO
Pilhado até o pescoço com o esquema que desviou milhões dos recursos federais, Erlânio foi flagrado em pelo menos três conversas suspeitas com Thiago Aroso e Marian Amélia Carvalho Everton. O elo entre os três foi revelado em grampos da Operação Alien, da Polícia Federal do Maranhão.

Proprietário de uma construtora ‘fantasma’, segundo a PF, ele foi a peça chave do esquema que atuou na Prefeitura de Paço do Lumiar naquele turbulento período de saques aos cofres públicos.

Um dos grampos da Polícia Federal mostra como agia a organização criminosa (ORCRIM) e a proximidade de Erlânio com Bia Venâncio, ex-prefeita luminense que acabou sendo cassada posteriormente, com Thiago Aroso e Marian Amélia.

O segundo diálogo, ainda mais bombástico, revela como agia a construtora Luna, em algumas obras pagas através do Fundeb.

O atual presidente da FAMEM, conforme consta no bojo da investigação federal, promoveu um verdadeiro saque aos cofres públicos em Paço do Lumiar, juntamente com os demais integrantes da quadrilha. E é esse o nome que vem a público declarar total e irrestrito ‘apoio’ a Neto Evangelista, cujo pai teve uma brilhante e exemplar carreira política no Maranhão. Te cuida, Neto Evangelista, porque as ‘más companhias’ sempre conduzem para o caminho da perdição.

 
Acompanhe o Blog Veja Agora também pelo Facebook.
Categoria: Uncategorized