Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

ESCÂNDALO!!! O Prefeito derrotado de São Bento Luizinho Barros o (Foguinho), pode ser Preso a qualquer momento, MP e Gaeco na cola da Prefeitura

Luizinho Barros

Como este veículo de comunicação já tinha denunciado o escândalo da diversa cooperativa juntamente com a prefeitura de São Bento, que estão sangrando o cofre municipal ia da merda e deu por isso a qualquer momento o gestor Luizinho Barros que é (ex-presidiario), pode juntamente com sua cúpula de secretarios ter seu mandato de prisão expedida pela Justiça. Não será nada  fácil pra Luizinho o Foguinho, além de ter sido massacrado nas urnas, pegar a estrada de São Bento via Pedrinhas.

Acompanhe o caso:

Ministério Público do Maranhão, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), em conjunto com a Polícia Civil, deflagrou, na manhã desta sexta-feira, 18, a Operação Cooperação Zero e cumpriu 13 mandados de busca e apreensão em São Bento e em São Luís.

Operacao Gaeco

As ações desta manhã são resultado de inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça de São Bento para apurar o suposto desvio de milhões de reais dos cofres da Prefeitura de São Bento, por meio de um esquema criminoso que envolveria a Diversa Cooperativa de Trabalho e Serviços Múltiplos.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Prefeitura de São Bento e nas Secretarias Municipais de Agricultura, Meio Ambiente, Educação, Saúde, Assistência Social, Cultura, Administração, Esportes, Finanças e Juventude. As sedes da Diversa Cooperativa de Trabalho e Serviços Múltiplos em São Bento e São Luís também foram alvo da operação.

Segundo o Gaeco, foram apreendidos documentos, computadores, HDs externos, notas fiscais, notas de empenho e folhas de pagamento. A suposta organização criminosa teria desviado dinheiro público por meio de contratos e pagamentos irregulares a servidores públicos contratados e cedidos ao Município de São Bento.

Todo o material apreendido será periciado pela equipe do Gaeco e do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro do MPMA. A investigação e os pedidos de medida cautelar de busca e apreensão foram feitos pela promotora de justiça Laura Amélia Barbosa. (CCOM-MPMA)

 
Acompanhe o Blog Veja Agora também pelo Facebook.
Categoria: Uncategorized