Blog Veja Agora | Com Junior Araujo - Notícia com veracidade dos fatos

PREFEITO DE BELA VISTA AUGUSTO FILHO, PERDE O CONTROLE DA CIDADE E SUA ADMINISTRAÇÃO VIRA UM VERDADEIRO ESCÂNDALO!!!!!

As denúncias de envolvimento em atos nada republicanos por parte do prefeito de Bela Vista do Maranhão Augusto Filho, partem de várias fontes, e ontem mais uma delas também atingiu em cheio o seu vice, o empresário Josiel Roseno, que seria dono de um posto de combustível naquele município, e que teria, segundo a denúncia, se beneficiado de um contrato milionário, e logicamente descoberto de legalidade, em valores aproximados de 1 milhão e 400 mil reais. Esse seria o valor do contrato firmado entre a Prefeitura de Bela Vista e o posto de combustível do vice-prefeito. Quer dizer; urge que o Ministério Público e as autoridades fiscalizadoras e judiciárias entrem em campo para apurar mais esta denúncia feita contra a atual administração. É voz corrente na cidade, que o vice de Augusto Filho, tem colaborado com o mesmo na celebração de contratos muito provavelmente ilícitos, é caso também do fornecimento de quentinhas para as secretarias municipais, cuja churrascaria seria também de propriedade do vice-prefeito. Só ressaltando mais uma vez que a informação que se tem é que os contratos para fornecimento de combustíveis para as secretarias municipais de Bela Vista foram firmados com a empresa Roseno Comércio de Derivados de Petróleo Ltda. “A empresa é de propriedade do vice-prefeito e Idejane Fernandes Lopes, sua esposa”.

Segundo denúncias do blog AGORA BEM AI MARANHÃO, “o vice-prefeito Josiel Roseno e o prefeito de Bela Vista, cometeram diversos crimes por meio desses contratos. Ambos ferem o princípio da igualdade, como o da moralidade e da impessoalidade. Em hipótese alguma Josiel Roseno poderia vencer ou ao menos participar de qualquer tipo de licitação no município de Bela Vista do Maranhão, tendo em vista que o mesmo ocupa o cargo de vice-prefeito e, obviamente, se destacaria ilegalmente quanto aos outros participantes, por isso feriu o princípio da igualdade. O vice-prefeito não só foi desleal, como se distanciou do que rege a administração pública que é a boa-fé, lealdade e probidade, ferindo o princípio da moralidade. O Princípio da Impessoalidade tem como fundamento o Estado Democrático de Direito, uma vez que sua existência representa o ideal de justiça comum, sem privilégios, elevando a coisa pública sobre a privada. O que ocorreu em Bela Vista é contrário ao que diz o principio da impessoalidade”, conclui sua denúncia o blog, com um parecer jurídico que qualquer cidadão que tenha ao menos o ensino fundamental, sabe disso de “letra”. Agora é aguardar se os quem de direito vão tomar as devidas providências cabíveis ou se vai ficar por isso mesmo.

Cooperativa que recebe R$ milhões de prefeituras funciona numa residência

Cooperativa tem sede na periferia de São Luís 

Placa da Diversa Cooperativa é “amarrada” ao portão de residência

O Blog recebeu a denúncia e realizou levantamentos que a empresa Diversa Cooperativa de Trabalho de Serviços Múltiplos, que tem vários contratos com diversas prefeituras no maranhão, funciona numa casa, na periferia de São Luís.

Respondem pela Cooperativa, Francisco Bezerra da Costa Júnior (Presidente), e os diretores Wellington Neves Vale, Amina Davyla da Silva Queiróz e Ricardo Douglas Linhares Rodrigues. O Capital social da cooperativa é de R$ 14.000,00 (Quatorze Mil Reais).

A cooperativa presta serviços de terceirização de recursos humanos e segundo denúncias serve para pagar aliados de prefeitos pelo Maranhão afora.

Lamentável: Morre, filho do prefeito de Tuntun, o médico Rafael Seabra

Lamentável, o médico Rafael Seabra estava vindo pela BR-316 entre Alto Alegre e Peritoró na madrugada deste sábado(27), quando foi tentar uma ultrapassagem e bateu em uma carreta. Ele é filho do prefeito de Tuntun, Cleomar Tema.

Segundo as primeiras informações, o veículo chocou-se frontalmente com um caminhão no momento em que o jovem tentava uma ultrapassagem.

O blog presta suas condolências aos familiares e amigos.

Bomba💣💣💣 Tina Monteles, Ex-prefeita de Anapurus, usava nome de médico falecido para supostos desvios na saúde💣💣💣

Uma auditoria realizada no Município de Anapurus/MA constatou diversas irregularidades que podem complicar ainda mais a situação da ex-prefeita Tina Monteles. Ela teve sua gestão analisada relativa à Demanda interna do Componente Federal do SNA, com vistas a avaliar as ações da Estratégia Saúde da Família, Saúde Bucal e Agentes Comunitários de Saúde, bem como aplicação dos recursos financeiros

No inicio da apuração, constatou-se supostas irregularidades na aplicação dos recursos e no funcionamento, em 2010, do único hospital do município, que passou por reforma durante 10 meses, não havendo consultas, cirurgia ou qualquer atendimento, ocorrendo solução de continuidade nos atendimentos médicos e ausência de medicamentos, em especial para Diabetes e Hipertensão.

Um dos pontos da irregularidade apontada foi sobre o cirurgião plástico Maxwell Tavares da Silva, que morreu no dia 13 de abril de 2012 e houve denúncia informal com ocorrência de exercício ilegal da medicina na Unidade Mista de Saúde Madalena Monteles, em 2012, quando pessoa não habilitada e, por consequência, sem registro no Conselho Regional de Medicina – CRM, trabalhava como médico plantonista atendendo a população.

Constatação: foram encontrados atendimentos e receituários médicos com assinatura e carimbo de profissional falecido e CRM desativado, denotando a ocorrência de exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica.

Evidência: Na análise realizada por amostragem, na documentação e atendimentos ambulatoriais realizados em 2012, foi verificado que nos meses de março, abril, maio e junho, na Unidade Mista de Saúde Madalena Monteles, houve atendimentos e receituários médicos assinados por Maxwell Silva, CRM 5239. Em consulta ao sítio do CRM-MA, o registro do médico citado encontra-se desativado por falecimento do profissional.

Por meio do Ofício nº 1223/2013/SEAUD-MA encaminhado ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Maranhão, foram solicitadas informações sobre data de desativação do CRM indicado, que pertencia a Maxwell Tavares da Silva. Em resposta, foi informado que no dia 13/04/2012 o registro foi desativado.

Considerando a data de falecimento e desativação do registro profissional de Maxwell Tavares da Silva, assim como, a data dos atendimentos médicos realizados e apresentados para equipe de auditoria (meses de março, abril, maio e junho de 2012), conclui-se que o CRM e carimbo de identificação era do referido profissional falecido.

“Não compro voto conquisto” diz Carioca do Povo

O pré candidato a Vereador por São Luís, Carioca do Povo (PSD), que é conhecido por seu jeito explosivo e realista de ser, em entrevista hoje (26), a TV Guará, O Ex- Vereador afirmou categoricamente que jamais irá comprar voto mais sim conquistar.

Acompanhe aqui um trecho da entrevista de Carioca do Povo (PSD):

Em Tempo:

A captação ilícita de sufrágio (compra de votos) é ilícito eleitoral punido com a cassação do registro ou do diploma do candidato e multa, de acordo com o artigo 41-A da Lei das Eleicoes (Lei nº 9.504/1997), e inelegibilidade por oito anos, segundo a alínea ‘j’ de dispositivo do artigo  da Lei Complementar nº 64/90 (Lei de Inelegibilidades), com as mudanças feitas pela Lei da Ficha Limpa (LC nº 135/2010).

O ilícito de compra de votos está tipificado no artigo 41-A da Lei das Eleicoes (Lei nº 9.504/1997). Segundo o artigo, constitui captação de sufrágio o candidato doar, oferecer, prometer ou entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, desde o registro da candidatura até o dia da eleição, inclusive, sob pena de multa de mil a cinquenta mil Ufir, e cassação do registro ou do diploma. Além da Lei das Eleicoes, o Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965) tipifica como crime a compra de votos (artigo 299). Prevê pena de prisão de até quatro anos para aqueles que oferecem ou prometem alguma quantia ou bens em troca de votos, mas também para o eleitor que receber ou solicitar dinheiro ou qualquer outra vantagem, para si ou para outra pessoa (artigo 299).

Fabrício Queiroz negocia delação premiada

flavio-bolsonaro-fabricio-queiroz

A defesa do policial militar aposentado Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) na época em que ele era deputados estadual no Rio de Janeiro, está negociando um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

Fabrício está preso desde a quinta-feira da semana passada (18/6), quando foi pego pelo MP de São Paulo e a Polícia Civil daquele estado em uma casa de Frederick Wassef, que até então era advogado do senador e do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi preso no âmbito de uma investigação que apura esquema conhecido como ‘rachadinha’, de desvio dos salários de servidores na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Na época, Flávio era deputado e Queiroz era seu assessor.
Há um mandado de prisão em aberto contra a sua esposa, Márcia Aguiar. Ela está foragida há oito dias. Fontes ouvidas pela CNN apontam que a maior preocupação de Queiroz é com a sua família, sendo que ele quer garantia de proteção a Márcia e às suas duas filhas, que também são investigadas pelo suposto esquema. O ex-assessor de Flávio também pede para que possa cumprir prisão domiciliar.
A negociação segue mesmo após decisão da última quinta-feira (25), da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, tomada por três desembargadores, que decidiu pela ida do processo à segunda instância – ou seja, o Órgão Especial do TJ. A alegação da defesa, acatada pelos desembargadores, é que Flávio era deputado e teria foro privilegiado. Entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2018, no entanto, traz que só há esta prerrogativa se o fato foi exercício no exercício daquele mandato e tendo relação com o cargo.
Nesta votação, os desembargadores decidiram que as decisões do juiz de primeiro grau, Flávio Itabaiana, deveriam ser mantidas. No entanto, a defesa de Flávio já avisou que irá buscar a anulação das decisões, sob a alegação de que Itabaiana não era o juízo competente. Com isso, todas as provas obtidas por meio de suas decisões seriam declaradas nulas. O mesmo valeria para as prisões de Queiroz e de Márcia, que deixariam de existir

As informações são da CNN Brasil

Suspeito se apresenta à polícia, confessa assassinato da sobrinho-neto do ex-presidente Sarney

Um homem identificado como Raimundo Diniz, suspeito de ter assassinado o sobrinho-neto do ex-presidente José Sarney, Diogo Adriano Costa Campos, de 41 anos, se apresentou na manhã desta sexta-feira (26), na Delegacia de Homicídio e confessou ter matado o publicitário, durante uma briga no trânsito na Lagoa da Jansen, no dia 16 de junho. A vítima morreu no local após ser alvejado com um tiro no pescoço.

De acordo com a polícia, os detalhes sobre as investigações serão repassados à imprensa a partir das 15h, durante uma coletiva de imprensa.

Em seu depoimento, o suspeito disse que seria receptador de veículos e teria participado, inclusive, do roubo do veículo usado no dia do crime – um Fiat Argo de cor vermelha.

De repente o bicho pode pegar, Procuradoria instaura inquérito para investigar Lula Fylho

Lula Filho e Edivaldo Holanda Junior

A Procuradoria Regional da República instaurou um inquérito civil para investigar o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por irregularidades na fiscalização da venda de produtos contrabandeados de cigarros.

investigar o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por irregularidades na fiscalização da venda de produtos contrabandeados de cigarros.

A investigação está sob a responsabilidade do procurador da República, Hilton Araújo de Melo.

Segundo o documento obtido pelo Blog  , o Fórum Nacional Contra a Pirataria e Ilegalidade protocolou uma representação afirmando que em São Luís e Região Metropolitana são comercializados ilegalmente produtos oriundo do tabaco irregulares.

Em razão da denúncia, a Procuradoria converteu a Notícia de Fato em Inquérito Civil para apurar supostas deficiências na fiscalização das vendas de cigarros sem o registro da Anvisa na capital maranhense.

O auxiliar do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), Lula Fylho, foi intimado a apresentar a sua defesa sobre o caso.

Bolsonaro diz que vai pagar auxílio emergencial por mais 3 meses

Valores não estão definidos, mas devem ser anunciados nos próximos dias. Expectativa é de que serão pagos mais R$ 1.200 diluídos nas 3 parcelas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (25) que o benefício do auxílio emergencial deve ser estendido por mais três meses e que os valores ainda não foram definidos.

“Os números não estão definidos ainda, mas a gente vai prorrogar por mais três meses”, afirmou Bolsonaro em sua live semanal nas redes sociais, ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

A expectativa é de que devem ser pagos mais R$ 1.200, de forma gradual, em parcelas que podem ser de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, mas que estes valores ainda serão confirmados e anunciados em breve.

Já o ministro Paulo Guedes confirmou que a terceira parcela do auxílio emergencial deve começar a ser pago já neste sábado (27).

O presidente também afirmou ainda que espera que a economia volte a funcionar no país e apelou para que governadores e prefeitos abram suas cidades e retomem a normalidade para acelerar este processo.

Bolsonaro argumentou que no momento atual os estados tem sobra de leitos para combate a covid-19, mas sem citar números, e que isto não justificaria manter as restrições sociais, e reafirmou que pessoas saúdaveis não devem ter grandes problemas com a doença, mas quem tem comobirdades, pode ter risco de morrer.

“Eu não sei se já peguei, fiz dois testes que deram negativos, não senti nada, posso fazer outro teste pra ver se tenho anticorpos. Mas eu acho que já peguei”, afirmou o presidente durante a transmissão, lamentando brevemente as mortes em decorrência da doença.

 

 

Covardia em Nina Rodrigues, Jovem diz ter sido agredido por fazer oposição a prefeitura

A cidade de Nina Rodrigues distante 189km da capital São Luís, vive um verdadeiro clima de terror e pânico nas ultimas 24horas. Em vídeo que circula nas redes sociais o jovem ninense chamado Marcos Passos, aparece com o corpo ensanguentado afirmando que foi agredido em sua casa por “jagunços” ligados a prefeitura de Nina Rodrigues que é administrada pelo Prefeito Rodrigues da Iara (PDT).

Marcos é responsável pelo perfil “Nina Paronama” nas redes sociais que é conhecido por fazer denuncias da atual administração, com forte oposição do perfil vem incomodando muito os aliados do prefeito Rodrigues da Iara que na noite de ontem (23), invadiram a casa de Marcos e de forma revoltante e covarde lhe agrediram e ameaçaram toda sua família.

 A população honesta e trabalhadora de  Nina Rodrigues, clama por segurança, o que aconteceu não pode ficar impune, ainda mais por ter características de um crime brutal e politico. O Delegado Regional Samuel Morita já abriu inquérito investigativo para apura a autoria e os motivos do delito.